Moto


AO VIVO NO CROSS RACING OVERALL - Campeonato Brasileiro de Motocross 2021 - 5ª etapa

Moto 21/11/2021
Se preparem para muita emoção e adrenalina!!! Bem vindos ao mundo da paixão e da emoção[foto1]

AO VIVO Campeonato Brasileiro de Motocross 2021 - 4ª etapa Atibaia

Moto 19/11/2021
Os corações dos amantes do Motocross já estão acelerados e cheios de adrenalina, a presença de público é permitida, e isso, deixará o campeonato ainda mais animado, a energia transmitida pela plateia vai contagiar os atletas. O campeonato será transmitido ao vivo pelo YouTube da CBM - (Confederação Brasileira de Motociclismo).  [foto1]Todos os protocolos de biossegurança estão sendo tomados na realização do campeonato, o uso de máscara é obrigatório. Na entrada será cobrado 1kg de alimento não perecível.  Para acompanhar a programação, CLIQUE AQUI. 

IMS lança conjunto Snow

Moto 15/11/2021
A IMS RAcing lança o conjunto Snow, confira as características desta novidade para o mercado nacional. [foto1]CALÇA IMS SNOWRegulagem segura na cintura - com catraca com regulagem e zíper, oferece maior ajuste junto ao corpo e segurança para a pilotagem Parte interna dos joelhos em couro de alta resistência - segurança e proteção contra atritos e calor gerado pelo motorJoelhos, entre pernas canela e panturrilha com elastano - maior mobilidade e flexibilidadeMalha elástica extra na região dos joelhosParte traseira dos joelhos em poliéster com elastano - muito mais leveza e ajuste ao corpoPosição de ataque - muito mais mobilidade e conforto para a pilotagemPainéis de ventilação na área posterior - mais conforto e fluxo de arTecido sublimado - cores sem desbotar por muito mais tempoCamisa IMS SNOWFabricada em 3 tecidos diferentes Tecido ventilado Logo emborrachadoPossui tecido cobre gola para maior conforto na região do pescoçoTecnologia DRY que evapora suor e Elástico com silicone nas mangas

Arena Cross acontece nos dias 27 e 28 de novembro no Pavilhão do Anhembi

Moto 15/11/2021
Tradicional campeonato off-road do país, o Arena Cross realiza a Super Final da 23ª edição nos dias 27 e 28 de novembro, no Pavilhão do Anhembi, em São Paulo (SP). A decisão da temporada será internacional, já que a prova receberá mais quatro pilotos de fora do país, além dos que disputam a competição. Com rodada dupla, o evento terá transmissão ao vivo pelo canal SporTV e também pelas redes sociais Facebook e YouTube do evento.  [foto1] Além da grande estrutura e cenografia que proporcionam um verdadeiro show, a Super Final do Arena Cross 2021 contará com uma pista criada e construída pelo inglês Justin Barclay, responsável há anos pelos circuitos do Campeonato Mundial de Motocross. Justin, também foi o responsável pelo traçado do GP do Brasil do Mundial de Motocross, realizado no Beto Carrero, em Penha (SC), eleito a melhor etapa em 2012 e 2013. O Arena Cross reúne pilotos nacionais e estrangeiros, divididos em quatro categorias: Pró (acima de 16 anos e motos até 450cc), AX2 (de 14 a 23 anos e motos até 250cc), 65cc (de 7 a 12 anos) e 50cc (de 5 a 9 anos). O evento também terá um show de freestyle motocross com a equipe do piloto Fred Kyrillos. A Super Final do Arena Cross estará aberta ao público, de acordo com todas os protocolos de saúde determinados pelo estado e município de São Paulo. Entre os espaços disponíveis aos fãs estão a arquibancada geral e a torcida vip premium, com buffet exclusivo, lounge vip e visitação a área de box em horário determinado. Haverá praça de alimentação, estandes de patrocinadores e parceiros, sessões de autógrafos, distribuição de brindes e muitas novidades. “É sempre uma grande responsabilidade realizar um evento na capital São Paulo, principalmente no Pavilhão do Anhembi, local de grandes feiras e espetáculos nacionais e internacionais. Estamos muito animados com essa Super Final, que integra a retomada da participação do público e fãs em competições esportivas na cidade. Vamos seguir todas as normas de segurança e prevenção à Covid-19 estabelecidas pelas autoridades. Esperamos que tudo seja um grande sucesso”, ressalta Carlinhos Romagnolli, diretor geral do Arena Cross. Campeonato 2021 Após a etapa de Caraguatatuba (SP), realizada em setembro, a liderança da categoria Pró está com o venezuelano Anthony Rodriguez, da KTM, com 37 pontos, seguido do brasileiro Hector Assunção, com 34, e do equatoriano Jetro Salazar, com 32 pontos, ambos da equipe Honda Racing. Na AX2, o líder é Pepê Bueno, da Yamaha, com 20 pontos. Kevyn de Pinho e Heitor Matos venceram a primeira corrida na 65cc e 50cc, respectivamente. O Arena Cross 2021 tem patrocínio da Honda, Pro Honda, Monster Energy e copatrocínio da KTM. O evento conta com a parceria da Prefeitura de São Paulo e da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME). O apoio é da revista Pró Moto, revista Dirt Action e Moto Channel Brasil. A supervisão é da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). A realização é da Romagnolli Promoções e Eventos e Linem (Liga Nacional de Esportes a Motor). Serviço: Arena Cross 2021 – Super Final A "super final", terá transmissão AO VIVO pela SporTV e pelas redes sociais - Facebook e Youtube do evento. Data: 27 e 28 de novembro (sábado e domingo) Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi – Setor Norte Indoor Endereço: Av. Olavo Fontoura, 1.451 – São Paulo (SP) Ingressos: Vendas a partir de 4 de novembro. Informações serão divulgadas em breve Saiba mais: www.arenacross.com.br Confira a programação da super final: Sábado (27/11) 13h – Abertura dos portões 16h30 – Treinos classificatórios 19h – Abertura do evento 19h30 – Início das provas 22h30 – Encerramento Domingo (28/11) 9h – Abertura dos portões 9h30 – Warm-up 11h – Abertura do evento 11h30 – Início das provas 15h30 – Encerramento

Mundial de Motocross - Herlings é campeão da MXGP

Moto 15/11/2021
Nesta quarta-feira (10/11) aconteceu o GP de Mantova na Itália, última etapa do campeonato, e depois da primeira bateria, com a vitória de Jeffrey Herlings da KTM com Romain Febvre da Kawasaki em segundo, ambos chegaram para a segunda e última bateria da temporada empatados. Na largada Jorge Prado da KTM dispara na frente, seguido por Febvre e Herlings, mas rapidamente o piloto da Kawasaki ultrapassa Prado que abre passagem também para Herlings, que não demora para roubar a primeira posição de Fevbre, com Gajser em terceiro perto dos dois. [foto1]Durante toda a prova, Herlings mantém a liderança seguido por Febvre e Gajser, sendo que o piloto da KTM vai abrindo uma pequena vantagem com mais de 2 segundos sobre o piloto da Kawasaki. Logo depois Febvre cai perdendo posições e deixando tudo mais fácil para Herlings. Bandeirada e vitória de Herlings seguido por Gajser, Febvre, Jeremy Seewer da Yamaha e fechando os cinco primeiros Bryan Borges da Gas Gas. E com esse resultado o piloto da KTM se consagra campeão da temporada, uma das mais competitivas dos últimos anos, cujo título foi decidido nesta última bateria.Na última bateria do ano da MX2, vitória do atual campeão Maxime Reanux da Yamaha, seguido pelo companheiro da equipe, Jago Geerts, Mattia Guadagnini da KTM. Na geral vitória de Geerts com Renaux em segundo, lembrando que existe a possibilidade do campeão se transferir para a MXGP, apesar que nada foi divulgado oficialmente.

Mundial de Motocross - Herlings vence penúltima etapa em Mantova

Moto 08/11/2021
Neste domingo (07/11) aconteceu o GP de Mantova na Itália, penúltima etapa do campeonato, e na primeira bateria, o líder Roman Febvre da Kawasaki largou na ponta e venceu, seguido por Jeffrey Herlings da KTM, que caiu ainda na primeira volta mas fez uma incrível prova de recuperação. Antonio Cairoli da KTM foi terceiro seguido por Ruben Fernandez da Honda, estreando na equipe da 450cc e Jeremy Seewer da Yamaha. Tim Gajser da Honda acabou errando na largada e finalizou a prova na oitava posição.[foto1]Na segunda bateria, vitória de Herlings que garantiu o primeiro lugar no GP, seguido por Febvre, Gajer, Seewer e Cairoli. Com este resultado, Febvre mantém a liderança, mas com apenas 3 pontos de vantagem para Herlings, então a final, que acontece no mesmo nesta próxima quarta-feira no mesmo local vai ser incrível.Na MX2, vitória na geral de Jago Geerts da Yamaha, seguido pelo companheiro de equipe e campeão da temporada, Maxime Renaux com Tom Vialle em terceiro.

VÍDEO - Garagem Leonida's - Episodio 02 - CELTA 1.0 LT (REBAIXADO LEGALIZADO) 2012

Moto 19/10/2021
O CELTA FOI LANÇADO OFICIALMENTE EM SETEMBRO DE 2000. O MOTOR 1.0 60 CV, EXTREMAMENTE ECONÔMICO E ÓTIMO CUSTO-BENEFÍCIO A CHEVROLET TINHA COM ISSO O PLANO DE TORNAR O CELTA O CARRO MAIS BARATO DO BRASIL. [foto1] HOJE NA SERIE GARAGEM LEONIDAS, VAMOS APRESENTAR UMA DAS VERSÕES MAIS COMPLETAS DA LINHA CELTA A VERSÃO LT. HOJE VAMOS MOSTRAR UMA VERSAO DIFERENCIADA EM UMA PEGADA MAIS ESPORTIVA E PARA UM PUBLICO ESPECIFICO. CONFIRA O VÍDEO !!!

VÍDEO - NOSSO PARCEIRO: Garagem Leonida's - Episodio 01 - SAVEIRO PEPER 2018

Moto 14/10/2021
A Saveiro foi lançada no Brasil em 1982, chegando como a quarta integrante da família Gol e que soma mais de 1,3 milhões de unidades já produzidas!Em 2018 a Volkswagen nos trouxe uma novidade, a linha da saveiro passou a contar com a serie Pepper e chegou a hora de você conhecer mais sobre esse carro que esta disponível no nosso estoque! [foto1]E para saber mais sobre a Saveiro Pepper, visite uma de nossas lojas, ou contate um de nossos vendedores, financiamento 100%, aprovação sem CNH, melhor avaliação do seu usado na troca, Bruninho Multimarcas Grupo Leônidas, tornando a velocidade dos seus sonhos em realidade!Veja o mega clip abaixo:

AO VIVO - 3° Etapa Campeonato Brasileiro de Motocross 2021 - Fagundes Varela (RS) - (SABADO)

Moto 02/10/2021
Cobertura ao vivo da 3³ Etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2021 direto de Fagundes Varela (RS) em cadeia com a CBMTV, e com muito conteúdo exclusivo que você só vê aqui na cobertura especial do canal veocross news, com a nossa repórter Bianca direto da pista. O evento será aberto ao público, mas seguirá rígido protocolo sanitário diante da pandemia de Covid-19, sendo obrigatório o uso de máscara. Para os que não puderem estar presentes [foto1]------------------------------------------- programação sábado 15:40 – Categoria MX2JR - 20 min. + 2 voltas 16:20 – Categoria 50cc - 15 min. + 2 voltas 16:50 – Categoria MX5 - 15 min. + 2 voltas 17:20 – Categoria 65cc- 15 min. + 2 voltas --------------------------------------------------------------------- 00:00 Abertura e Bastidores 01:04:19 Categoria MX 2 02:22:24 Categoria MX 1 03:01:05 Categoria MX2 JR 03:50:16 Categoria MX JR 04:13:23 Categoria Light (PARANAENSE) 04:52:09 Categoria Elite MX 05:32:57 Categoria Inter. Especial (PARANAENSE) ------------------------------------------- CBMTV - Motociclismo Brasileiro https://www.youtube.com/channel/UCSuw...

Brasileiro de Motocross - 3a. etapa - Fagundes Varela (RS)

Moto 01/10/2021
A cidade de Fagundes Varela, na serra gaúcha, recebe a terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2021. O local, que já foi palco da decisão da temporada 2018, volta a receber as feras da modalidade neste fim de semana (2 e 3/10). A prova do Brasileiro de Motocross será em etapa única, diferente de Faxinal (PR), onde foram realizadas as duas primeiras rodadas. A programação conta com treinos livres e classificatórios para as principais categorias no sábado (2/10). Já no domingo (3/10) haverá as corridas. [foto1] As equipes Honda e Yamaha já divulgaram suas notas sobre a prova, confira:Honda - A equipe Honda Racing está pronta para acelerar em Fagundes Varela, na serra gaúcha, pela terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2021. O local, que já foi palco da decisão da temporada 2018, volta a receber as feras da modalidade neste fim de semana (2 e 3/10). Hector Assunção, Jetro Salazar, Leonardo Souza e Henrique Henicka serão os representantes do time vermelho. A prova do Brasileiro de Motocross será em etapa única, diferente de Faxinal (PR), onde foram realizadas as duas primeiras rodadas. A programação conta com treinos livres e classificatórios para as principais categorias no sábado (2/10). Já no domingo (3/10) haverá as corridas. A equipe Honda Racing chega embalada por resultados positivos. Os mais recentes foram obtidos no último sábado (25/9), em Caraguatatuba (SP), na abertura do Arena Cross - como a vitória de Hector Assunção na primeira bateria da classe Pró. No Brasileiro de Motocross, o paulista integra o gate da MX1. “Já vamos chegar na etapa com ritmo de corrida. Isso é muito bom. Perdemos pontos importantes por conta de uma penalização em Faxinal, mas isso nos deu mais força e garra para nos recuperar e estamos focados na vitória”, destaca o hexacampeão brasileiro de motocross. Assunção acelera a motocicleta CRF 450R e está em quarto lugar na classificação da MX1, com 71 pontos. Ansioso por mais uma etapa, Jetro Salazar ressalta a correria da semana. “Não tivemos muito tempo para descansar, mas é assim que a gente gosta. Sabíamos que os últimos meses do ano seriam nesse ritmo. Então, está dentro do esperado. O objetivo é ganhar tudo daqui até o final do ano. Com a penalização da última corrida, não tem como contar com o jogo de pontos, precisamos vencer. O clima em Fagundes Varela promete um pouco de frio e chuva. Estamos nos preparando para nada disso afetar nossa performance”, diz o bicampeão brasileiro de motocross nas categorias MX1 e Elite MX. O equatoriano é quinto colocado na classificação da MX1, com 70 pontos. Para Leonardo Souza, piloto da categoria MX2, a expectativa é muito boa. “Estou bem preparado para esta etapa e acredito que vamos ter uma ótima corrida. A semana tem sido muito intensa, com a volta para casa do Arena Cross, treinos e mais uma viagem pela frente. A pista de lá é muito legal, com subidas e descidas. Consegui andar bem da última fez e quero repetir o resultado”, lembra o catarinense, que utiliza a moto Honda CRF 250R. Ele está na quarta colocação no ranking na disputa pelo título da classe, com 71 pontos. Henrique Henicka também é familiarizado com o circuito. “Já andei nessa pista diversas vezes, porque é perto da minha cidade. Espero fazer boas largadas e, consequentemente, boas corridas”, conta o gaúcho de Lajeado, que está em sua primeira temporada na equipe Honda Racing, na classe MX2. No campeonato, ele é o sétimo na categoria, com 52 pontos. O esquadrão vermelho ainda será representado em Fagundes Varela pela equipe satélite Honda Circuit FK Racing, com os pilotos Gustavo Pessoa (MX1), Gabe Gutierres (MX2), Otavio Pedro (MX2JR) e Mateus Oliveira (MX2JR). A equipe Honda Racing de Motocross é patrocinada por Pro Honda, Fox, DID, Zeta e Seguros Honda.Yamaha - A equipe Yamaha Monster Energy Geração chega com Fábio Santos na liderança da classe principal, a MX1, e Carlos Campano ocupando a segunda colocação.Tricampeão Brasileiro de Motocross na categoria MX2 (2016/2018/2019), Fábio Santos subiu no ano passado para a MX1. Este ano, com duas rodadas realizadas, já é considerado um dos favoritos ao título da competição e lidera a classificação com 11 pontos de vantagem na tabela.Na vice-liderança da competição, o pentacampeão brasileiro Carlos Campano também é um dos favoritos. A pista de Fagundes Varela traz boas lembranças para o espanhol, que conquistou o penta exatamente ali, em 2018.Atual Campeão Brasileiro, Paulo Alberto também está na disputa, apesar de estar se recuperando de uma lesão. Nas etapas de abertura, marcou importantes pontos e, com muita experiência e velocidade, tem tudo para virar o jogo e conquistar bons resultados.Vencedor da etapa de abertura do Arena Cross, no final de semana que passou, Pepê Bueno chega com moral para lutar pela vitória na MX2. O paranaense ocupa a segunda colocação na classificação após as duas primeiras rodadas e quatro baterias disputadas.Também disputam a terceira etapa os pilotos Vitor Borba e Maiara Basso. Além da categoria MX2JR, Borba também vai correr na MX2, visando ganhar mais experiência e ritmo. Sem a categoria MXF nesta rodada, Maiara Basso acelera na categoria MX3, categoria para homens com mais de 35 anos e mulheres acima dos 18 anos.A Yamaha Monster Energy Geração tem patrocínio da Monster Energy, Grupo Geração, IMS Race Wear, Yamalube, Yamaha Consórcio, Polisport, Júpiter Baterias, Pirelli, Durag, Moto Style Graphics, Vedamotors, GET, DID, Foco Racing, Diafrag e CMB.CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATODuas etapas realizadas (quatro baterias)Categoria MX11º) Fábio Santos - 90 pontos 2º) Carlos Campano - 79 pontos3º) Gustavo Pessoa - 76 pontos4º) Hector Assunção - 71 pontos5º) Jetro Salazar - 70 pontosCategoria MX21º) Lucas Dunka - 100 pontos2º) Pepê Bueno - 80 pontos3º) German Bratschi - 75 pontos4º) Leonardo Souza - 71 pontos5º) Fred Spagnol - 68 pontosPROGRAMAÇÃOSábado, 02/10/202115:40 – Categoria MX2JR - 20 min. + 2 voltas16:20 – Categoria 50cc - 15 min. + 2 voltas16:50 – Categoria MX5 - 15 min. + 2 voltas17:20 – Categoria 65cc- 15 min. + 2 voltasDomingo, 03/10/202010h00 – Categoria MX4 - 15 min. + 2 voltas10h30 – Categoria MXJR - 20 min. + 2 voltas (Etapa Faxinal)12h00 – Categoria MX2 - 30 min. + 2 voltas13h00 – Categoria MX1 - 30 min. + 2 voltas13h50 – Categoria MXJR - 20 min. + 2 voltas14h30 – Categoria MX3 - 20 min. + 2 voltas

Motocross das Nações - Itália campeã

Moto 01/10/2021
Neste domingo (26/06) aconteceu o Motocross das Nações em Mantova na Itália. A prova não foi realizada no ano passado em virtude da pandemia, e nesta nova edição ausência dos Estados Unidos que alegou falta de logística para estar presente, ainda em virtude da pandemia. O brasil também não participou da prova como outras nações. Os favoritos ao título era a Holanda, campeã da última edição em 2019 (ela venceu no ano anterior também), a Itália e a França, que acumulou vitórias consecutivas até ser batida pela Holanda. [foto1] Na primeira bateria, para as categoria MXGP e MX2, vitória de Thomas Kjer Olsen (Dinamarca, Husqvarna), com Tom Vialle (França, KTM) em segundo e Ben Watson (Grã Bretanha, Yamaha), em terceiro, sendo que Antonio Cairoli (Itália/KTM) ficou na 21a. posição, e com este resultado, a França liderava o Nações. Na segunda prova, com as categorias Open e MX2, vitória de Jeffrey Herlings (Holanda/KTM), seguido por Valentin Guillod (Suiça, Yamaha) e Rene Hofer (KTM), sendo que a Itália assumiu o primeiro lugar na prova, seguida pela Bélgica e Grã Bretanha. Na última bateria da prova, com as categorias MXGP e Open, mais uma vitória de Herlings, seguido por Cairoli e Glenn Coldenhoff (Holanda/Yamaha), e com este resultado, a Itália venceu o Motocross das Nações de 2021, com a Holanda em segundo e a Grã Bretanha em terceiro, com uma diferença entre eles de apenas um ponto. Com isso, Cairoli se despede da carreira profissional com chave de ouro, conquistando o Nações para a Itália, lembrando que ele correu com o número 46, coincidentemente, o mesmo do seu compatriota Valentino Rossi, que também acumula nove títulos mundiais e se aposentou neste ano.Classificação Motocross das Nações 20211 Italy 37 2 Race 3 46 CAIROLI, Antonio FMI KTM 5 Race 1 47 GUADAGNINI, Mattia FMI KTM 6 Race 2 47 GUADAGNINI, Mattia FMI KTM 7 Race 2 48 LUPINO, Alessandro FMI KTM 17 Race 3 48 LUPINO, Alessandro FMI KTM 21 Race 1 46 CAIROLI, Antonio FMI KTM 2 The Netherlands 38 1 Race 3 3 HERLINGS, Jeffrey KNMV KTM 1 Race 2 3 HERLINGS, Jeffrey KNMV KTM 3 Race 3 1 COLDENHOFF, Glenn KNMV Yamaha15 Race 1 1 COLDENHOFF, Glenn KNMV Yamaha18 Race 1 2 VAN DE MOOSDIJK, Roan KNMV Kawasaki 20 Race 2 2 VAN DE MOOSDIJK, Roan KNMV Kawasaki 3 Great Britain 39 3 Race 1 7 WATSON, Ben ACU Yamaha4 Race 3 7 WATSON, Ben ACU Yamaha6 Race 3 9 SIMPSON, Shaun ACU KTM 12 Race 2 9 SIMPSON, Shaun ACU KTM 14 Race 2 8 MEWSE, Conrad ACU KTM 22 Race 1 8 MEWSE, Conrad ACU KTM

Arena Cross - Anthony Rodrigues vence abertura

Moto 01/10/2021
Neste sábado (25/09) aconteceu a abertura do campeonato nacional, o Arena Cross, em Caraguatatuba (SP) e na segunda bateria da categoria Pro, Humberto Martins (Husqvarna) largou na ponta, seguido por Fábio Santos (Yamaha), Anthony Rodrigues (Pro Tork KTM), Jetro Salazar (Honda) e seu companheiro de equipe e vencedor da primeira prova, Héctor Assunção. [foto1] Na reta final, Anthony assume a liderança seguido por Humberto, Jetro e Héctor, que comete um erro cai mas volta rapidamente para a prova. Fim da prova, vitória de Anthony, seguido por Humberto, Jetro e Héctor, sendo que com este resultado, o piloto da Pro Tork KTM vence esta primeira etapa do Arena Cross, com Héctor em segundo na geral, seguido por Jetro, Huymberto e Fabinho. A próxima etapa acontece no dia 16 de outubro em Jundiai (SP).

Mundial MX - GP da Turquia II - Vídeo

Moto 09/09/2021
Neste vídeo resumo do GP da Turquia II, nona etapa do campeonato, realizado nesta quarta-feira (08/09), que contou com as vitórias de Jeffrey Herlings (KTM) na MXGP e de Tom Vialle (KTM) na MX2  [foto1]Vídeo :

Brasileiro MX - Fabinho e Dunka lideram abertura

Moto 02/09/2021
Corações acelerados e arrepios foram alguns dos sentimentos que a final da 2ª etapa do Brasileiro de Motocross causou nos amantes do esporte, os pilotos deram um show e surpreenderam a todos. As corridas aconteceram neste domingo (29/08), no motódromo de Faxinal, na cidade de Faxinal (PR).[foto1]No último dia de provas, o sol resolveu aparecer e deixou o tempo um pouco mais aquecido. O Campeonato Brasileiro não contou com a presença de público, e as corridas foram todas realizadas dentro do tempo determinado pelo Ministério Público do Paraná, 6 (seis) horas de provas. Todos os dias contaram com transmissão ao vivo no YouTube da CBM - (Confederação Brasileira de Motociclismo), e os fãs de Motocross conseguiram acompanhar cada segundo do esporte. Outro show foi a apresentação do Fred Kyrillos, da modalidade de Freestyle, que fez saltos e manobras no ar e deixou muitos boquiabertos com todas as técnicas e conhecimento, dignos de um ídolo do esporte no Brasil e no exterior. “Quero agradecer a todos da cidade de Faxinal (PR). Recebemos um carinho enorme da galera e o pessoal da CBM - (Confederação Brasileira de Motociclismo) deu o maior apoio. Foi muito massa! Esse é um projeto pessoal meu, eu quero aproximar o Freestyle do Motocross e com essa apresentação, demos um passo muito importante. O tempo colaborou muito para tudo isso acontecer”, relatou. Os três dias de campeonato foram marcantes, cada um com seus destaques e emoções. Teve de tudo, principalmente solidariedade e amor. Por mais que seja um esporte de adrenalina, o Motocross mostra a força da união. Durante a prova da 50cc, um piloto caiu (sem risco), e um pai, que estava acompanhando seu filho na corrida (Os responsáveis das crianças que correm nessa categoria podem ter acesso a pista), o ajudou a se levantar e a ligar a moto para voltar à corrida, isso mostra que por mais que seja uma competição, a mão amiga sempre está presente no esporte. Lucas Dunka foi o campeão da categoria MX2, seu pai, que estava o acompanhando, se emocionou muito. “A sensação é muito boa. Eu tinha parado de andar de moto, mas surgiu a oportunidade de voltar a correr com a equipe JP Racing de moto dois tempos e quero agradecer a todos”, declarou o piloto. [foto2]Marcello Leodorico foi o campeão da categoria MX2JR. Segundo ele, a sensação de competir no Campeonato Brasileiro é muito boa. “Voltar dos Estados Unidos, depois de seis meses longe da minha família, e poder vir aqui representar o estado de Goiás, e toda minha família, é muito gratificante. Me dediquei muito nos treinos e valeu muito a pena. Eu sou bastante competitivo, no nível de competir até no joguinho de palitos. Agradeço a todos que apoiam, meu irmão e minha equipe, meus pais e minha namorada”, contou. Neste domingo (29/08), a cidade de Faxinal, no Paraná, recebeu a segunda etapa do Brasileiro de Motocross, em evento que teve rodada dupla. O saldo foi positivo para a Yamaha Monster Energy Geração, já que Fábio Santos venceu a primeira etapa e Carlos Campano venceu a segunda, na principal categoria, a MX1. E na MX2 outra vitória de Lucas Dunka, seguido por Fred Spagnol (Pro Tork KTM), Pepê Bueno (Yamaha), Leonardo de Souza (Honda) e German Bratschi. Com estas duas etapas realizadas, Fábio Santos sai do Paraná como líder da categoria MX1 e Luncas Dunka da MX2. "Fim da segunda etapa, estou bastante feliz. Na segunda bateria a pista estava bastante perigosa, então resolvi apenas poupar e correr de uma forma segura pra terminar bem a bateria. Consegui terminar em primeiro, então estou bastante feliz com essa vitória e estou saindo daqui líder do campeonato. Estou muito feliz com isso!" afirmou Fabinho.A próxima etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross acontece na primeira semana de Outubro (1, 2 e 3/10) o público vai poder acompanhar as 3ª e 4ª etapa. O evento vai acontecer na cidade de Fagundes Varela (RS). ResultadosSexta-feira (27/08) MX21 - Lucas Dunka 2 - Pedro Bueno 3 - Marcello Leodorico 4 - German Bratschi 5 - Guilherme Bresolin MX1 1 - Fabio Santos 2 - Gustavo Pessoa 3 - Paulo Alberto4 - Anthony Rodriguez 5 - Carlos Campano MX3 1 - Roosevelt Assunção 2 - Marcos Cordeiro 3 - Rodrigo Taborda 4 - Marcus Ribeiro 5 - Willian Guimarães MX2JR 1 - Marcello Leodorico 2 - Guilherme Bresolin 3 - Gabriel Mielke 4 - Luiz Felipe 5 - Peterson Filho Sábado (28/08) Nacional 1 - Vinicius Abreu 2 - Lucas Martini3 - Ismael Rojas4 - Leonardo Lima5 - Johnata da Silva MX4 1 - Willian Guimarães 2 - Marcos Cordeiro3 - Luiz Medeiros4 - Markolf Berchtold5 - Cristiano Lopes MX51 - Luiz Medeiros2 - Adilson Luis3 - Evaristo José 4 - Valdecir Oliveira5 - Marco Muller MX50cc 1 - Heitor Matos2 - Guilherme Buozi3 - Estevão Silva4 - Lucas Valar 5 - Jonnas Andreazzi MX65cc 1 - Kevyn Pinho2 - Gabriel Cirino3 - Caio Grosbelli4 - Lucas Wandas 5 - Davi Stelle MXF 1 - Maiara Basso 2 - Thais de Castro 3 - Larissa Dalló 4 - Tatiane Poltronieri5 - Tainá Aguiar ELITE MX1 - Hector Assunção - MX1 2 - Jetro salazar - MX1 3 - Fabio Santos - MX1 4 - Gustavo Pessoa - MX1 5 - Carlos Campano - MX1 Domingo (29/08) MX2 1 - Lucas Dunka 2 - Pedro Bueno 3 - Leonardo de Souza 4 - Frederico Spagnol5- Renato MattosMX1 1 - Fabio Santos 2 - Carlos Campano3 - Gustavo Pessoa4 - Paulo Alberto 5 - Eduardo Lima MX3 1 - Roosevelt Assunção 2 - Marcus Ribeiro 3 - Lucas Basso 4 - Rafael Fonseca 5- Markolf Berchtold MX2JR1 - Marcello Leodorico 2 - Franco Iavecchia 3 - Guilherme Bresolin 4 - Luiz Rocha 5- Alexandre Galdino MXJR 1 - José Braulio 2 - Kauã Eduardo 3 - João Basílio4 - Kevin Martins5- Diego Enrique ELITE MX 1 - Fabio Santos2 - Carlos Campano 3 - Gustavo Pessoa 4 - Paulo Alberto5 - Eduardo Lima SOMA ELITE MX1 1 - Carlos Campano - 47 2 - Fabio Santos - 453 - Gustavo Pessoa - 364 - Hector Assunção - 355 - Jetro Salazar - 33SOMA ELITE MX2 1 - Lucas Dunka - 502 - Frederico Spagnol - 40 3 - Pedro Bueno - 404 - Leonardo de Souza - 365 - German Bratschi - 35 CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATODuas etapas realizadas (quatro baterias)MX11-Fabio Santos/Yamaha - 90 pontos 2-Carlos Campano/Yamaha - 79 3-Gustavo Pessoa/Honda - 76 4-Hector Assunção/Honda - 71 5-Jetro Salazar/Honda - 70 MX21-Lucas Dunka - 100 pontos 2-Pepê Bueno/Yamaha - 80 3-German Talmom - 75 4-Leonardo Souza/Honda - 71 5-Fred Spagnol/Pro Tork KTM - 68

Six Days - 3o. dia - Itália lidera e Brasil no 12o. lugar

Moto 02/09/2021
Marcando o ponto intermediário da corrida no terceiro dia do Six Days, foi novamente a Itália que liderou a competição do Troféu Mundial, estendendo sua vantagem geral de um minuto e vinte e dois segundos para três minutos e vinte segundos. Ficando cada vez mais à frente da Espanha, os pilotos italianos Andrea Verona (GASGAS), Davide Guarneri (Fantic), Thomas Oldrati (Honda) e Matteo Cavallo (TM), todos tiveram ótimas performances. [foto1]Com as diferenças começando a aumentar entre as equipes, apesar de cair ainda mais atrás da Itália, a Espanha conseguiu se destacar ainda mais sobre os EUA, estendendo sua vantagem para um minuto e 48 segundos. Mais uma vez liderada pelo piloto mais rápido do dia, Josep Garcia (KTM), a Espanha continua em melhor posição para capitalizar caso algum problema afete a Itália durante a última metade do evento.“Eu realmente gostei de lutar com Andrea (Verona) hoje, quando você tem que lutar por cada segundo e continuar empurrando, empurrando, empurrando o dia todo, é a melhor maneira de correr,” comentou Garcia após uma batalha de um dia com O piloto do Troféu Mundial mais rápido da Itália. “Eu sabia ao chegar hoje que seria assim, e meu objetivo era apenas continuar empurrando. Também foi um bom dia para a equipe. Todos nós podemos esperar um novo curso amanhã. ”Com a França a manter o quarto lugar no primeiro e segundo dias, no final do terceiro dia foi a Suécia, ajudada por fortes atuações de Albin Elowson (Husqvarna) e Mikael Persson (KTM), que passou para o quarto lugar. Após três dias de competição, as duas nações estão separadas por menos de dez segundos.A equipe brasileira mantém o 12o. lugar depois de 3 dias de competições. Bruno Crivilin marcou a 13a. posição neste dia, sendo que o Brasil ainda conta com os pilotos Vinicius Calafati, Patrick Capila e Gustavo Pellin. O final do dia três não viu nenhuma mudança nos cinco primeiros na categoria Junior World Trophy, com a Itália agora mais de três minutos à frente e terminando mais rápido no dia. Confortavelmente à frente dos EUA, que por sua vez estão à frente da França, os juniores da Itália parecem determinados a igualar seus companheiros de equipe em cada etapa do ISDE deste ano.Pouco mais de um minuto fora dos três primeiros em quarto lugar, a Suécia teve um forte dia três, inquestionavelmente ajudada por Max Ahlin (Husqvarna), que terminou o dia como o oitavo piloto mais rápido da geral. “Estou muito satisfeito com a forma como as coisas correram hoje e um pouco surpreso”, admitiu Ahlin. “Tentei forçar um pouco mais no último teste do segundo dia e encontrei uma boa velocidade. Acho que trouxe essa velocidade para hoje e tudo funcionou muito bem. Gostei do teste de hoje, mas estou ansioso para novos testes amanhã. Vamos ver como foram os últimos dias para nossa equipe. ”Uma mudança notável na competição do Troféu Mundial Júnior foi a Finlândia caindo de sexto no final do dia dois para o décimo quarto dia e no final do terceiro dia. Com o piloto da equipe Peetu Juupaluoma (Husqvarna) saindo do evento, a Finlândia se tornou a primeira equipe do Troféu Mundial Júnior a cair para dois pilotos. Beneficiando-se mais, o Chile passou para o sexto lugar.As três primeiras nações na classe do Troféu Mundial Feminino são as mesmas do final do segundo dia, com os EUA à frente da Grã-Bretanha e da Espanha. Agora, quase nove minutos à frente da Grã-Bretanha, a equipe dos EUA mais uma vez viu Brandy Richards (KTM) liderar ao estabelecer o ritmo como a competidora definitiva mais rápida do sexo feminino.Assim como os EUA ampliaram sua vantagem sobre a Grã-Bretanha, a Grã-Bretanha ampliou sua vantagem sobre a Espanha. Os dois países agora estão separados por quase um minuto. Mais de uma hora agora separa a equipe mais rápida do Troféu Mundial Feminino, os EUA, da Itália, que está em oitavo lugar na classe.Depois de desfrutar de uma margem considerável de vitória como o piloto mais rápido no segundo dia, no terceiro dia Josep Garcia (KTM) foi quase três segundos mais rápido do que Andrea Verona (GASGAS) com Mikael Persson (KTM) em terceiro.Verona e Persson também lideraram os resultados da classe Enduro1 no terceiro dia, com o italiano Davide Guarneri (Fantic) aproveitando seu melhor dia do evento até agora em terceiro.Em Enduro2, tudo girou em torno de Josep Garcia (KTM) com o americano Taylor Robert como o segundo mais rápido, apesar de uma grande queda no teste especial de abertura. Produzindo seu melhor resultado do evento até agora, o sueco Albin Elowson (Husqvarna) foi o terceiro mais rápido da classe E2.“Foi um dia estranho para mim”, confirmou Taylor Robert. “Eu bati forte no primeiro teste, depois me senti muito bem no teste final, mas meus tempos não parecem contar a mesma história. Fora isso, estou muito satisfeito por passar hoje. Os testes e alguns dos controles de tempo estão superlotados agora, as novas trilhas e testes de amanhã não podem vir em breve. ”Os pilotos italianos Matteo Cavallo (TM) e Matteo Pavoni (TM) conseguiram os dois tempos mais rápidos da classe Enduro3 no terceiro dia, seguidos de perto pelo espanhol Jaume Betriu (KTM) em terceiro.O FIM International Six Days of Enduro continua no quarto dia com os competidores enfrentando a nova volta de cento e noventa e oito quilômetros no Valle di Curone.

Arena Cross - Calendário 2021

Moto 21/07/2021
O Arena Cross, um dos mais tradicionais campeonatos do motociclismo nacional, que completa 23 anos, anunciou o calendário para a temporada 2021. Serão três etapas no estado de São Paulo, sendo a última com rodada dupla. A competição começa em 25 de setembro, em Caraguatatuba (SP), depois continua em Jundiaí (SP), em 16 de outubro, até finalizar na cidade de São Paulo, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, nos dias 20 e 21 de novembro. O evento conta com pilotos de todo o país e reúne grandes nomes do motocross do cenário nacional e internacional. [foto1]São quatro categorias: Pró (acima de 16 anos e motos até 450cc), AX2 (de 14 a 23 anos e motos até 250cc), 65cc (de 7 a 12 anos) e 50cc (de 5 a 9 anos). Reconhecido pela grande estrutura, cenografia e por proporcionar um show de luzes e efeitos especiais, além de grandes disputas, o Arena Cross 2021 seguirá todos os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pelo estado e municípios. “Estamos muito felizes em apresentar o nosso calendário para este ano. Toda nossa equipe tem trabalhado bastante para viabilizar mais uma temporada do nosso evento. Sabemos que ainda vivemos um momento de pandemia e respeitamos todas as recomendações dos órgãos de saúde. Esperamos que em breve o público possa estar novamente em nossas arquibancadas para deixar o evento mais completo”, destaca Carlinhos Romagnolli, diretor geral do Arena Cross. Para esta temporada, o Arena Cross terá algumas novidades que serão divulgadas em breve. As corridas continuarão com transmissão ao vivo pela televisão e pela internet. O evento também continua com as ações sociais, como a presença de crianças das escolas da rede pública de ensino na véspera do evento e as doações de alimentos para o Fundo Social, que faz o repasse para as entidades assistenciais dos municípios. “Mais que uma competição de moto, o Arena Cross é um evento que há mais de 20 anos preza pelo compromisso social pelos locais por onde passa. Em 2019, por exemplo, arrecadamos mais de 30 toneladas de alimentos. Assim, reunimos em um grande evento, o esporte com atitudes que fazem diferença para as comunidades que precisam de ajuda”, finaliza Romagnolli. O Arena Cross 2021 tem patrocínio da Monster Energy e Honda. O apoio é da revista Pró Moto, revista Dirt Action e Moto Channel Brasil. A supervisão é da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). A realização é da Romagnolli Promoções e Eventos e Linem (Liga Nacional de Esportes a Motor). A organização segue em negociações com outras empresas parceiras para esta temporada. Calendário Arena Cross 2021 1ª etapa – 25 de setembro – Caraguatatuba (SP) 2ª etapa – 16 de outubro – Jundiaí (SP) 3ª etapa – 20 e 21 de novembro – São Paulo (SP) – Pavilhão Anhembi

Pro Tork soma três vitórias no Paranaense de Motocross

Moto 19/07/2021
O Campeonato Pro Tork Paranaense de Motocross teve a segunda etapa da temporada 2021 realizada neste fim de semana, dias 17 e 18 de julho, no município de Toledo. E além de patrocinar a disputa, a maior fabricante de motopeças da América Latina conquistou bons resultados com seus pilotos.[foto1]Ao todo foram três vitórias para a equipe. Willian Guimarães ganhou a MX4. Rodrigo Taborda foi o primeiro na MX3 Nacional e o segundo na MX3 Especial e na FLN. Já Fredy Spagnol venceu a MX2 e ainda subiu ao pódio com a quarta colocação na MX1 e na Elite. Fabio Brito também foi destaque com um terceiro na MX3 Nacional.Para Fredy, tratou-se de um excelente treino para o Brasileiro de Motocross, que inicia no fim de agosto, em Faxinal (PR). “Estive na abertura e voltei mais uma vez com a intenção de me preparar para o nacional, que terá seu início aqui no estado. A expectativa é excelente”, explica o jovem paulista.Os competidores retomam o Campeonato Pro Tork Paranaense de Motocross nos dias 14 e 15 de agosto, em Clevelândia. Assim como o último evento, ele seguirá um rígido protocolo sanitário diante da pandemia. As inscrições serão abertas em breve no site www.eventos.sportbay.com.br.Os pilotos Pro Tork têm o apoio da NOS Energy Drink e Sportbay.

Mundial de Motocross - Herlings vence 1a.bateria na Holanda

Moto 18/07/2021
Neste domingo (18/07) acontece a quarta etapa do Mundial de Motocross com o GP da Holanda e na primeira bateria da MXGP, Jeffrey Herlings da KTM garantiu a vitória, apesar de alegar que sofreu uma lesão durante a prova na mão que ocasionou muita dor durante a prova. Glenn Coldenhoff da Yamaha ficou com o segundo lugar, seguido por Tim Gajser da Honda, Romain Febvre da Kawasaki e Jeremy Seewer da Yamaha.[foto1]"Eu não sei por que coisas assim acontecem cara. Não consigo nem mover meu braço para cima agora porque alguém pulou em mim e é muito doloroso e não posso acreditar que ganhei com isso, cada salto foi impossível com a dor." disse Herlings.Na MX2, vitória de Jago Geerts da Yamaha, seguido por Jed Beaton da Husqvarna, Roan van de Moosdjik da Kawasaki, Rene Hofer da KTM e Kay de Wolf da Husqvarna fechando os cinco primeiros. O então líder da categoria, Maxime Renaux da Yamaha ficou na nona posição.

Paranaense de Motocross 2021 ao vivo no CROSS RACING OVERALL

Moto 18/07/2021
A Federação Paranaense de Motocross segue firme realizando o mais competitivo campeonato estadual do país, acompanhe aqui as provas deste domingo, ao vivo. Com a locução de Christian Mascary.[foto1]

Mundial de Motocross - Cairoli vence 2a.bateria e Gajser o GP da Holanda

Moto 18/07/2021
Fim do GP da Holanda, quarta etapa do Mundial de Motocross que aconteceu neste domingo (18/07) e na segunda bateria da MX2 vitória de Jago Geerts da Yamaha, seguido por Kay de Wof da Husqvarna, Jed Beaton também da Husqvarna, Maxime Renaux da Yamaha e fechando os cinco primeiros, Mattia Guadagnini da Yamaha. Geerts venceu o GP, com Beaton em segundo e Wolf em terceiro, sendo que Renaux mantém a liderança da categoria com uma vantagem de 5 pontos sobre Guadagnini.[foto1]Na MXGP, esta segunda bateria não contou com a presença do vencedor da primeira, Jeffrey Herlings da KTM, que sofreu uma lesão no ombro/braço, depois que o piloto da Kawasaki, Ivo Monticelli caiu sobre ele ainda no início da corrida. Jorge Prado da KTM iniciou a prova liderando, seguido de perto por Tim Gajser da Honda, Brian Bogers da Gas Gas, Antonio Cairoli da KTM e Ben Watson da Yamaha. Na reta final, Cairoli assume a liderança, seguido por Gajser e Prado. Bandeirada e vitória de Cairoli, seguido por Gajser, que venceu o GP, Prado, Febvre e Bogers. No pódio, além de Gajser como vencedor da prova, Febvre subiu em segundo e Cairoli em terceiro.[foto2]

Mundial de Enduro - Crivilin é décimo neste domingo

Moto 18/07/2021
Fim da terceira etapa do Mundial de Enduro com o GP da Estônia neste domingo (18/07), e o brasileiro Bruno Crivilin da Honda S2 Motorsports conquistou a 10a. posição nesta prova na Enduro1, vencida por Andrea Verona da Gas Gas, seguido por Davide Guarneri da Fantic e Samuele Bernardini. No EnduroGP ele finalizou esta segunda prova na 29a. posição, sendo que o vencedor foi novamente Josep Garcia da KTM, seguido por Brad Freeman da Beta, Andrea Verona da Gas Gas, Davide Guarneri da Fantic e Wil Ruprecht da TM.[foto1]Os demais vencedores desta segunda prova na Estônia foram: Josep Garcia (KTM) na Enduro2; Brad Freeman (Beta) na Enduro3; Lorenzo Macoritto (TM) na Junior; Lorenzo Macoritto (TM) na Junior1; Matteo Pavoni (TM) na Junior2; Abin Norrbin na Youth; Gonçalo Reis na Open 2S e Pritt Biene na Open 4S.

AMA Motocross - Roczen vence 2a. bateria da 450cc e Barcia a geral em Spring Creek

Moto 17/07/2021
A tradicional pista de Spring Creek em Millville (MI) recebeu a sexta etapa do campeonato americano de motocross neste sábado (17/07) e depois da primeira bateria da 450cc, vencida por Justin Garcia da Gas Gas, os pilotos voltaram para a última prova do dia, e no início da segunda bateria, Ken Roczen da Honda lidera com Barcia em segundo, Chase Sexton da Honda em terceiro, Eli Tomac da Kawasaki em quarto e Joey Savagty da KTM em quinto, enquanto o líder da categoria, Dylan Ferrandis da Yamaha vinha na 10a. posição.[foto1]Metade da prova, com Roczen liderando com uma vantagem de mais de dois segundos para Barcia, com Sexton em terceiro, seguido por Tomac e Savatgy, com Ferrandis na sétima posição. Final da etapa com vitória nesta segunda bateria de Roczen, seguido por Barcia, que vence na geral, Sexton, Tomac e Ferrandis, que mantém a liderança da categoria e abre uma vantagem sobre o segundo colocado, Roczen, de 32 pontos, caminhando para o seu primeiro título na categoria, em seu ano de estreia.[foto2]Classificação geral450MX1 14 Dylan Ferrandis/Yamaha - 2622 94 Ken Roczen/Honda - 2303 51 Justin Barcia/Gas Gas - 2074 3 Eli Tomac/Kawasaki - 2055 23 Chase Sexton/Honda - 193

AMA Motocross - Spring Creek - VÍDEO

Moto 17/07/2021
Confira neste vídeo ao traçado da pista de Spring Creek, que neste sábado (17/07) será palco da sexta etapa do campeonato americano de motocross, onde Dylan Ferrandis da Yamaha lidera na 450MX e Jett Lawrencen da Honda na 250MX[foto1]

Mundial de Enduro - Crivilin é nono na Enduro 1 neste sábado

Moto 17/07/2021
A terceira etapa do campeonato Mundial de Enduro acontece neste final de semana (17 e 18/07) na Estônia. Neste sábado aconteceu o 1o. Estágio, e o brasileiro Bruno Crivilin da Honda S2 Motorsport garantiu a nona posição na categoria Enduro 1, vencida por Andrea Verona (Gas Gas), seguido por David Guarneri (Fantic) e Antoine Magain. Crivilin marcou a 23a. posição na EnduroGP, prova vencida por Josep Garcia (KTM), com Brad Freeman (Beta) em segundo e Andrea Verona (Gas Gas) em terceiro.[foto1]Os vencedores das demais categorias foram: Josep Garcia (KTM) na Enduro 2, Brad Freeman (Beta) na Enduro 3, Matteo Pavoni (TM) na Junior; Lorenzo Macoritto (TM) na Junior 1; Matteo Pavoni (TM) na Junior 2; Albin Norribin na Youth; Concelo Reis na Open2s;Pritt Biene na Open4s e Mika Karma na Open Senior.

CBM apresenta nova convocação para o Motocross das Nações

Moto 14/07/2021
A Confederação Brasileira de Motociclismo-CBM, divulgou no dia 08 de julho nota sobre a convocação de pilotos para o Motocross das Nações. Confira: "O prazo da primeira convocação para o MXON - Motocross das Nações 2021, feita em 16 de junho deste ano, venceu com o retorno positivo de parte dos atletas convocados. Com isto, a Comissão Nacional de Motocross da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) segue realizando uma nova convocação para que as vagas remanescentes sejam ocupadas. O evento, considerado a "Copa do Mundo" da modalidade, acontece nos dias 25 e 26 de setembro, em Mantova, Itália.  [foto1]Eduardo Ferreira de Lima, Ramyller Alves, Frederico Molina Spagnol e Pedro Henrique Rosa Bueno, o "Pepê", são os nomes que concorrem às próximas vagas. Eles têm o prazo de dez dias para dar retorno à entidade. Os atletas convocados anteriormente foram Enzo Lopes, Fábio Santos, Hector Assunção e Gustavo Pessoa." finaliza a nota.

Campeonato Brasileiro de Motocross 2021 vai começar

Moto 13/07/2021
A abertura do Campeonato Brasileiro de Motocross 2021 tem nova data e local. As 1ª e 2ª etapas estão confirmadas para acontecer entre os dias 27 e 29 de agosto, em Faxinal (PR). O maior campeonato da modalidade na América Latina deve reunir os melhores pilotos do país para uma corrida acirrada por pontos no ranking nacional e também estadual, já que a prova será válida pela 4ª etapa do Campeonato Paranaense de Motocross. [foto1]Faxinal já estava cotada para realizar uma das etapas da temporada, mas com a piora atual da pandemia na região de Fagundes Varela (RS) - local onde aconteceria a abertura - a cidade paranaense foi eleita para ser palco de uma das provas mais esperadas pelos apaixonados por off-road. "Assim que confirmamos que a abertura teria que mudar de local o pessoal de lá [Faxinal] demonstrou muito interesse. Tem tudo para ser uma das maiores aberturas que vocês já viram", fala Wesley "Pakito", diretor de modalidade da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM). Assim como no ano passado, as etapas serão feitas no sistema de rodada dupla, o que torna a disputa ainda mais emocionante para os pilotos e para o público. A CBM fará a divulgação do novo calendário ainda este mês. Lembrando que todos os protocolos de prevenção ao coronavírus estipulados pelos órgãos responsáveis serão rigorosamente seguidos durante a prova. A abertura do Campeonato Brasileiro de Motocross 2021 é realizado pela Prefeitura de Faxinal e organizado pela Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) e pela Federação Paranaense de Motociclismo (FPM).

Romulo Bottrel vence no Brasileiro de Enduro

Moto 13/07/2021
O Campeonato Brasileiro de Enduro teve sua terceira etapa realizada neste fim de semana, 10 e 11 de julho, no município de Novo Horizonte, localizado no Oeste de Santa Catarina. A Pro Tork marcou presença com dois pilotos, somando excelentes resultados.[foto1]A disputa contou com um percurso de 35 quilômetros, no qual foram dadas três voltas em cada dia. Ele incluiu três especiais, todas de Enduro Teste: um de 3,5 quilômetros; outro de 7 e o último de 5,5. As trilhas em meio a mata exigiram bastante perícia dos participantes.Romulo Bottrel venceu a prova na categoria E2, passando de segundo para primeiro colocado na classificação. “Foi puxada, com especiais bem longas. Fiquei feliz com meu desempenho”, afirma. Já Lolo Anton foi o segundo na E1, mas manteve a ponta na tabela.De volta as suas cidades, eles terão pouco menos de um mês para se prepararem para a próxima rodada, programada para acontecer nos dias 7 e 8 de agosto, em Aracruz (ES). O Nacional cumpre todos os protocolos de prevenção ao coronavírus determinados pelos órgãos responsáveis. Pro Tork Racing Team tem o apoio da NOS Energy Drink e Sportbay.

AMA Motocross 2021 - Tomac vence 2a. bateria em Southwick

Moto 11/07/2021
A segunda bateria da quinta etapa do campeonato americano de motocross que aconteceu neste sábado (10/07), na pista arenosa e pesada em virtude da chuva de Southwick que caiu durante a semana, viu Ken Roczen da Honda começar liderando, seguido por Cooper Webb da KTM, Adam Cianciarulo da Kawasaki, Dylan Ferrandis da Yamaha e Eli Tomac da Kawasaki. Na metade da prova, Tomac assume a liderança, seguido por Roczen, Ferrandis, Webb e Justin Barcia da Gas Gas. Final da prova com vitória de Tomac, seguido por Roczen, Ferrandis, Barcia e Webb. Ferrandis vence na geral, mantendo a liderança da categoria (19 pontos de vantagem sobre Roczen), com Roczen em segundo e Barcia em terceiro.[foto1]Hunter Lawrence da Honda repetiu a façanha da primeira bateria e venceu também a segunda prova, saindo de Southwick como vencedor da geral. Na prova, Justin Cooper da Yamaha foi segundo colocado, seguido por Jett Lawrence da Honda, Jo Shimoda da Kawasaki e Colt Nichols da Yamaha. Na geral Shimoda foi segundo e Cooper terceiro. Jett mantém a liderança mas agora com apenas 3 pontos de vantagem sobre Cooper, sinalizando que a 250cc vai pegar fgo daqui pra frente.Classificação geral450MX1-Dylan Ferrandis/Yamaha - 224 2-Ken Roczen/Honda - 2053-Eli Tomac/Kawasaki - 1674-Aaron Plessinger/Yamaha - 1635-Justin Barcia/Gas Gas - 161250MX1-Jett Lawrence/Honda - 2042-Justin Cooper/Yamaha - 2013-Hunter Lawrence/Honda - 1784-RJ Hampshire/Husqvarna - 1485-Jo Shimoda/Kawasaki - 137

Fred Kyrillos realiza o primeiro backflip com a moto Honda CRF 250F

Moto 07/07/2021
O piloto Honda Fred Kyrillos, de freestyle motocross, executou o primeiro backflip com uma moto de fabricação nacional. Com a CRF 250F, o brasileiro realizou a famosa “cambalhota para trás”, manobra radical de altíssimo nível, resultado de um projeto inédito e histórico, que envolveu muito trabalho e dedicação. [foto1] Aos 35 anos, Fred Kyrillos é pentacampeão brasileiro de freestyle motocross (FMX), tricampeão do Duelo de Motos, já participou diversas vezes do Mundial da modalidade, além de outros eventos internacionais. “Estou muito feliz em ser o primeiro piloto a fazer um backflip em uma moto nacional. Quem me conhece, sabe que meu maior objetivo é colocar a bandeira verde e amarela em evidência lá fora, fomentar o esporte e mostrar que é possível fazer um conteúdo de qualidade aqui no Brasil”, destaca o paulista Kyrillos. A manobra foi documentada em um vídeo divulgado no Instagram @fredkyrillos e também no @hondaracingbr. “Para este salto fizemos uma superprodução cinematográfica. Foram dois dias de gravação, com cenas de trilhas e algumas com um pouco de encenação para criar a história. Montamos a rampa em uma pista em um lugar maravilhoso, a equipe foi excelente e o salto perfeito. Confesso que fiquei um pouco ansioso, mas o resultado final ficou demais”, conta o piloto. Para chegar até aí foram semanas de planejamento e preparação, principalmente da CRF 250F, que passou por adaptações na suspensão e ajustes no motor, injeção e eletrônica. “Não é uma moto de motocross, mas eu sabia que com o trabalho dos especialistas, para deixá-la ideal para me lançar de maneira correta na rampa e para o impacto do pouso, e com a minha técnica, a chance de dar certo era grande”, explica Kyrillos. A CRF 250F é o modelo de entrada para o off-road. É utilizado também em alta performance pela equipe Honda Racing nas modalidades enduro, com os pilotos Bárbara Neves e Dário Júlio, e no rali, com Thiago Veloso e Tiago Wernersbach. “É uma motocicleta bastante versátil e acessível. Óbvio que não é para qualquer um fazer backflip com essa moto, porque a manobra exige muita experiência e uma estrutura própria para isso. Eu, por exemplo, já executo esse salto há mais de dez anos”, complementa Kyrillos. Além da moto, a preparação de Fred Kyrillos nesse projeto foi bem detalhista. “Primeiro eu comecei a andar com a CRF 250F para senti-la. Com ela pronta, passei a treinar motocross em diversas pistas para definir o guidão que seria mais confortável. Fiz inúmeros saltos para analisar como o motor responderia no ar e sentir a posição de pilotagem. Depois, o processo seguiu para os treinos específicos de backflip, com o airbag gigante, onde o piloto pode cair de qualquer jeito para montar a manobra. Ajustamos a marcha e trocamos a relação da moto. Foram vários saltos acelerando a rotação de ponta cabeça, fazendo o giro mais rápido e desacelerando no meio do ar, justamente para testar tudo o que poderia acontecer para não ter surpresas”, descreve Kyrillos. O comportamento da moto surpreendeu e não faltou potência. “É claro que ela estava preparada. A dirigibilidade da CRF 250F tanto na rampa quanto no ar foi tão boa quanto a minha CRF 450R de competição. Fiquei confortável desde o início, o que me deixou mais confiante para fazer o salto e escrever esse momento na história do nosso esporte”, finaliza.

Yamaha renova com Seewer

Moto 06/07/2021
A Yamaha Motor Europe comunicou a extensão do contrato com Jeremy Seewer até 2023. Depois de comemorar a vitória em um Grande Prêmio na temporada passada, Seewer, quatro vezes vice-campeão acumula um total de 38 pódios e seis vitórias em Grand Prix ao longo de sua carreira em MX2 e MXGP.[foto1]Seewer juntou-se à família Yamaha em 2018 e passou três temporadas completas com a Yamaha na categoria rainha, MXGP. Desde a estreia nas 450cc, a estrela suíça levou a sua YZ450FM a 12 pódios, três vitórias em corridas e uma vitória em Grandes Prémios, a caminho de terminar em segundo com a Yamaha no Campeonato do Mundo MXGP duas vezes - em 2019 e 2020.“É incrível ficar com a Yamaha por mais alguns anos. Nunca pensei durante tanto tempo, desde 2018, que construiria uma relação tão incrível com uma marca e me moveria tão rapidamente para a equipe Yamaha Factory, onde estou há dois anos, e agora estenderia o contrato para 2023. É muito bom ter uma marca como a Yamaha por trás de mim. Eu estou feliz por isso. Me sinto tão bem no meio ambiente, tenho as pessoas certas ao meu redor. Assim, podemos superar tudo, tanto bom quanto ruim, podemos enfrentar tudo o que vier em nosso caminho, e isso me dá mais confiança. ” disse Seewer.

Mundial de Motocross - Itália - Resultados e Vídeo Resumo

Moto 05/07/2021
Na segunda bateria da MXGP no GP da Itália na pista de Maggiora, que aconteceu neste domingo (04/07) e com chuva que deixou a pista pesada, Glenn Coldenhoff da Yamaha chegou a liderar até a reta final da prova, mas Jeffrey Herlings da KTM assumiu a liderança com Coldenhoff em segundo, Antonio Cairoli da KTM em terceiro, Paulo Jonass da Gas Gas em quarto e Henry Jacobi da Honda em quinto. Tim Gajser (Honda) vinha na sexta posição, sendo que o vencedor da primeira bateria, Roman Febvre (Kawasaki) aparecia na 12a. posição. Bandeirada e vitória de Herlings, sendo que na segunda posição desta bateria, Coldenhoff, seguido por Cairoli, Jonass e Henry, com Gajser na sexta posição e Febvre na 12a. posição. [foto1]"Eu não sei o que dizer. Eu peguei uma pedra entre meu freio traseiro na primeira moto e eu estava tipo, droga, eu quero ganhar o GP e eu trabalhei para sexto e a segunda moto deu certo." afirmou Herlings. Na geral do GP primeiro lugar para Herlings, que volta a se encontrar com a vitória, seguido por Coldenhoff e Cairoli, os três primeiros do GP. Com este resultado, Gajser mantém a liderança mas com apenas seis pontos de vantagem para Herlings que começa a avançar no campeonato e pode surpreender. [foto2]A segunda bateria da categoria MX2 do Grande Prêmio da Itália, na pista de Maggiora apresentou Mattia Guadagnini da KTM liderando a prova, seguido por Maxime Renaux da Yamaha, Roan Van de Moosdijk da Kawasaki, Mathys Boisrame também da Kawasaki e fechando os cinco primeiros Jego Geerts da Yamaha. Depois de 30 minutos mais duas voltas, bandeirada e vitória para Mattia, seguido por Maxime, Moosdjik, Boisrame e Geerts, sendo que na geral, primeiro lugar para Mattia, com Maxime em segundo e Geerts em terceiro. "Obrigado, não sei o que dizer. Era meu sonho vencer meu primeiro Grande Prêmio da Itália, quero aproveitar o momento, é inacreditável." afirmou Mattia, sendo que na classificação geral, ele assume a liderança com dois pontos de vantagem sobre Maxime, com Raul Fernandez da Honda em terceiro com cinco pontos de desvantagem sobre o líder. Com a ausência de Tom Vialle da KTM, afastado em virtude de lesão, a categoria está totalmente aberta e qualquer um desses pilotos podem conquistar o título da temporada.RESULTADOS 2a. BATERIAMX21-Mattia Guadagnini/KTM2-Maxime Renaux/Yamaha3-Roan Van de Moosdjik/Kawasaki4-Mathys Boisrame/Kawasaki5-Jego Geerts/YamahaClassificação geral1-Mattia Gaudagnini/KTM - 1132-Maxime Renaux/Yamaha - 1113-Raul Fernandez/Honda - 1084-Mathys Boisrame/Kawassaki - 1055-Roan Van De Moosdjik/Kawasaki 99RESULTADOS 2a. BATERIAMXGP1-Jeffrey Herlings/KTM2-Glenn Coldenhoff/Yamaha3-Antonio Cairoli/KTM4-Pauls Jonass/Gas Gas5-Henry Jacobi/HondaClassificação geral1-Tim Gajser/Honda - 1242-Jeffrey Herlings/KTM - 1183-Romain Febvre/Kawasaki - 1074-Antonio Cairoli/KTM - 1055-Jorge Prado/KTM - 97Vídeo Resumo:Confira neste vídeo resumo da etapa na pista de Maggiora na Itália que aconteceu neste domingo (04/07) com as vitórias de Jeffrey Herlings (KTM) na MXGP e de Mattia Guadagnini (KTM) na MX2.

AMA Motocross - Ferrandis vence 1a. bateria em RedBud

Moto 04/07/2021
Neste sábado acontece a quarta etapa do campeonato americano de motocross, no circuito de RedBud (MI) e na primeira bateria da 450MX vitória do líder da categoria, Dylan Ferrandis da Yamaha, seguido por Ken Roczen da Honda, Aaron Plessinger da Yamaha, Eli Tomac da Kawasaki e Christian Craig da Yamaha. [foto1]Na 250MX, Jett Lawrence da Honda venceu seguido por RJ Hampshire da Husqvarna, Hunter Lawrence da Honda, Justin Cooper da Yamaha, e Jeremy Martin da Yamaha, que retorna ao campeonato.

AMA Motocross - Tomac vence 2a. bateria em RedBud

Moto 04/07/2021
Fim da quarta etapa do campenato americano de motocross, que aconteceu neste sábado (03/07) em RedBud (MI) e na segunda bateria da 450MX vitória de Eli Tomac da Kawasaki, seguido por Dylan Ferrandis da Yamaha, Aaron Plessiner, companheiro de Ferrandis, Chase Sexton da Honda e Cristian Craig da Yamaha. Com este resultado, Ferrandis vence na geral, com Tomac em segundo.e Plessinger em terceiro. O piloto da Yamaha aumenta sua vantagem no campeonato sobre o segundo colocado, Ken Roczen da Honda, que finalizou nessa prova na sexta posição.[foto1]Na 250MX, primeiro lugar para Justin Cooper da Yamaha, seguido por RJ Hampshire da Husqvarna, Jeremy Martin da Yamaha, Hunter Lawrence da Honda e fechando os cinco primeiros Jo Shimoda. O líder da categoria Jett Lawrence da Honda ficou na sexta posição. Com este resultado, vitória na geral de RJ Hampshire, seguido por Copper e Jett Lawrence.RESULTADO DA PROVA250MX1-Hampshire/Husqvarna2-Justin Cooper/Yamaha3-Jett Lawrence/Honda4-Hunter Lawrence/Honda5-Jeremy Martin/Yamaha450MX1-Dylan Ferranids/Yamaha2-Eli Tomac/Kawasaki3-Aaron Plessinger/Yamaha4-Ken Roczen/Honda5-Christian Craig/Yamaha

RN 1500 - Mais uma vitória de Metge

Moto 03/07/2021
No terceiro dia da prova, mais uma vitória do líder da categoria Gerla Motos. O piloto da Yamaha IMS Racing, Adrien Metge garantiu o primeiro lugar, seguido por Jean Azevedo da Honda, Ricardo martins da Yamaha IMS Racing, seu companheiro de equipe, Tulio Malta e fechando os cinco primeiros, Gregório Caselani da Honda. Metge lidera com uma vantagem de mais de sete minutos sobre Jean, e nove sobre Tulio.[foto1]Na Moto 1 primeiro lugar para Metge, seguido por Jean, Ricardo, Gregório e Dimas Mattos. Tulio venceu na Moto 2, seguido por Bissinho Zavatti da Honda e Vitor Siqueira. A disputa da categoria exclusiva para motos nacionais (Brasil) tem um duelo Honda Racing. Com a CRF 250F, Thiago Veloso venceu a penúltima etapa, mas seu companheiro de time, Tiago Wernersbach, que ficou em segundo, continua como líder após os três dias. Adão Lemos garantiu o terceiro lugar na prova.Nesta sexta-feira (02/07) a dupla Bruno Varela e Ivo Mayer venceu por apenas 26 segundos na categoria UTV, com a dupla Denísio do Nascimento e Idali Bose em segundo. Reinaldo Varela e Gunnar Dums garantiram o terceiro lugar na prova. Na classificação geral, Bruno e Ivo lideram com uma vantagem de mais de 3 minutos sobre a dupla Denísio e Idali.RESULTADO DO DIA Geral Motos1º Adrien Metge #4 - 03:00:042º Jean Azevedo #3 - 03:03:23 3º Ricardo Martins #2 - 03:05:424º Tulio Malta #5 - 03:05:535º Gregorio Caselani #7 - 03:06:15 Categoria Moto 11º Adrien Metge #4 - 03:00:042º Jean Azevedo #3 - 03:03:233º Ricardo Martins #2 - 03:05:424º Gregorio Caselani #7 - 03:06:155º Dimas Mattos #17 - 03:37:12Categoria Moto 21º Tulio Malta #5 - 03:05:532º Bissinho Zavatti #6 - 03:09:283º Vitor Siqueira #10 - 03:11:004º Guilherme Bissoto #22 - 03:17:40Categoria Brasil1º Thiago Veloso #26 - 03:11:562º Tiago Wernersbach #31 - 03:16:10 3º Adão Lemos #18 - 03:31:384º Marcos Vinicius #36 - 03:34:015º Crenildo Roberto #41 – 03:35:11UTV1) Bruno Varela/Ivo Mayer, 188km em 3h00min11s;2) Denísio do Nascimento/Idali Bose, a 0min26s;3) Reinaldo Varela/Gunnar Dums, a 1min24s;4) João Valentim/Breno Rezende, a 2min03s;5) Fabio Pirondi/Marcelo Ritter; 3min16sClassificação geralGeral Motos1º Adrien Metge #4 - 08:32:23.12º Jean Azevedo #3 - 08:40:34.3 3º Tulio Malta #5 - 08:42:10.34º Gregorio Caselani #7 - 08:55:01.0 5º Ricardo Martins #2 - 08:55:09.7Categoria Moto 11º Adrien Metge #4 - 08:32:23.12º Jean Azevedo #3 - 08:40:34.3 3º Gregorio Caselani #7 - 08:55:01.0 4º Ricardo Martins #2 - 08:55:09.75º Dimas Mattos #17 - 10:17:02.3Categoria Moto 21º Tulio Malta #5 - 08:42:10.32º Bissinho Zavatti #6 - 08:57:57.1 3º Vitor Siqueira #10 - 08:59:37.34º Guilherme Bissoto #22 - 09:19:29.4Categoria Brasil1º Tiago Wernersbach #312º Thiago Veloso #26 - 09:14:54.4 3º Adão Lemos #18 - 10:25:26.64º Marcos Vinicius #36 - 10:27:30.35º Leonardo Martins #38 - 11:21:07.9Geral Motos1º Adrien Metge #4 - 03:00:042º Jean Azevedo #3 - 03:03:23 3º Ricardo Martins #2 - 03:05:424º Tulio Malta #5 - 03:05:535º Gregorio Caselani #7 - 03:06:15 Categoria Moto 11º Adrien Metge #4 - 03:00:042º Jean Azevedo #3 - 03:03:233º Ricardo Martins #2 - 03:05:424º Gregorio Caselani #7 - 03:06:155º Dimas Mattos #17 - 03:37:12Categoria Moto 21º Tulio Malta #5 - 03:05:532º Bissinho Zavatti #6 - 03:09:283º Vitor Siqueira #10 - 03:11:004º Guilherme Bissoto #22 - 03:17:40Categoria Brasil1º Thiago Veloso #26 - 03:11:562º Tiago Wernersbach #31 - 03:16:10 3º Adão Lemos #18 - 03:31:384º Marcos Vinicius #36 - 03:34:015º Crenildo Roberto #41 – 03:35:11UTV1) Bruno Varela/Ivo Mayer, 8h27min33s;2) Denísio do Nascimento/Idali Bose, a 3min49s;3) João Valentim/Breno Rezende, a 4min17s;4) Reinaldo Varela/Gunnar Dums, a 5min16s;5) John Monteath/Paulo Medina, a 12min07s;Programação - Sábado (3/7) – 4º diaAssú (RN) a São Miguel do Gostoso (RN)7h – Largada da primeira moto - Rua Dr. Luiz Antônio S/NTrecho especial (cronometrado) – 162,68 kmTotal do dia – 245,33 km17h30 – Premiação – Idílico Beach ClubeTotal do percurso – 1.065,28 kmTotal dos trechos cronometrados – 732,34 km* A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

RN 1500 - Metge vence 2o. dia e assume liderança

Moto 02/07/2021
Nesta quinta-feira (1/7), segundo dia da prova, os competidores partiram de Campina Grande (PB) e chegaram em Parelhas (RN), após 278,36 quilômetros, sendo 183,81 de especiais (trechos cronometrados). O vencedor na principal categoria foi o piloto da yamaha IMS Racing, Adrien Metge, seguido pelo companheiro de equipe, Tulio Malta, Jean Azavedo da Honda, Gabriel Bruning e Bissinho Zavatti (Honda), os cinco primeiros. Com este resultado, Metge assume a liderança da cateogria.[foto1]Na Moto1 primeiro lugar também para Metge (líder), seguido popr Jean Azevedo da Honda, seu companheiro de equipe, Gregorio Caselani, Ricardo martins e Dimas Matto. Túlio venceu na Moto2 (lidera a categoria), com Bissinho em segundo, seguido por Vitor Siqueira e Guilherme Bissoto. Tiago Wernersbach (Honda) venceu na categoria Brasil, seguido pelo companheiro de equipe, Thiago Veloso, Marcos Vinicius, Adão Lemos e Leonardo Martins.Na categoria UTV vitória da dupla Bruno Varela e Ivo Mayer, com Denísio do Nascimento e Idali Bose em segundo, seguidos por Cristiano Batista e Robledo Nicoletti, Leonardo Castro e João Victor Ribeiro e João Valentim e Breno Rezende. Na classificação geral, liderança para Bruno e Ivo, com João e Breno em segundo.O Rally RN 1500 continua nesta sexta-feira (2/7), no trajeto entre Parelhas e Assú, no Rio Grande do Norte. Com largada a partir das 8h20, os competidores terão que percorrer 294,53 quilômetros, sendo 188 contra o relógio.CLASSIFICAÇÃO GERALGERAL MOTOS1º) Adrien Metge/Yamaha - 2h33m47s2º) Jean Azevedo/Honda – 2h37m34s (+3:46)3º) Túlio Malta/Yamaha – 2h40m17s (+6:29)4º) Ricardo Martins/Yamaha - 2h41m49s (+8:01)5º) Gabriel Bruning/Yamaha - 2h42m31s (+8:43)MOTO11º) Adrien Metge/Yamaha - 2h33m47s2º) Jean Azevedo/Honda – 2h37m34s3º) Ricardo Martins/Yamaha - 2h41m49sMOTO21º) Túlio Malta/Yamaha – 2h40m17s2º) Júlio Cesar Zavatti/Honda – 2h42m11s3º) Vitor Siqueira – 2h44m59sBRASIL1o) Tiago Wernersbach/Honda - 2h50m58s2o) Thiago Veloso/Honda - 2h54m14s3o) Leonardo Martins - 3h05m06s4o) Adão Lemos - 3h07m45s5o)Marcos Vinícius - 3h22m08

Mundial e AMA Motocross neste fim de semana

Moto 02/07/2021
Fim de semana com muito motocross, com a terceira etapa do Mundial de Motocross o circuito de Maggiora na Itália. Na principal categoria, Tim Gajser (Honda) lidera com Jeffrey Herlings (KTM) em segundo. Na MX2 o mais forte candidato ao título, Tom Vialle (KTM) se lesionou na prova passada e deve ficar fora das próximas etapas. O atual líder é Raul Fernandez (Honda), uma surpresa no campeonato.[foto1]Outra corrida neste sábado, é a quarta etapa do campeonato americano de motocross, desta vez no tradicional circuito de RedBud (MI). Na 450cc o "estreante" Dylan Ferrandis (Yamaha) mantém o primeiro lugar na tabela de pontos, com o experiente Ken Roczen (Honda) em segundo. Na 250MX, Jett Lawrence (Honda) é o líder com Justin Cooper (Yamaha) na sua cola.Não vão faltar grandes disputas no sábado com o AMA e no domingo com o Mundial. Fique ligado que vamos dar cobertura dos dois eventos, lembrando que a Band Sports transmite o Mundial, sendo que na programação do domingo consta transmissão às 8:00 e depois às 10:00h.

Mundial MX - GP Grã-Bretanha - Gajser vence 2a. bateria e Cairoli o GP

Moto 28/06/2021
Fim da segunda etapa do campeonato que rolou neste domingo (27/06) no circuito de Matterley Basin na Grã-Bretanha, e na segunda bateria da MXGP, Romain Febvre da Kawasaki liderava no início, seguido por Jorge Prado da KTM, Tim Gajser da Honda, Antonio Cairoli da KTM e seu companheiro de equipe Jeffrey Herlings na quinta posição. Na metade da prova, Fevbre liderava mas com Gajser pressionando, sendo que Cairoli vinha em terceiro, Herlings em quarto e Jeremy Seewer (Yamaha) em quinto. Bandeirada e vitória de Gajser, com Febvre em segundo, seguido por Cairoli, Herlings e Seewer. Com este resultado Cairoli vence o GP, com Gajser em segundo e Herlings em terceiro.[foto1]Na MX2, vitória de Mattia Guadagnini da KTM na segunda bateria, seguido por Maxime Renaux da Yamaha, Rene Hofer da KTM, Roan Van De Moosdjik da Kawasaki e Simon Laengenfelder da Gas Gas. Com este resultado, Renaux vence o GP, com Guadagnini em segundo e Ruben Fernandez da Honda na terceira posição, pilotos que subiram ao pódio no GP.Resultado da 2a. bateriaMXGP1-Tim Gajser/Honda2-Romain Fevbre/Kawasaki3-Antonio Cairoli.KTM4-Jeffrey Herlings/KTM5-Jeremy Seewer/YamahaMX21-Mattia Guadagnini/KTM2-Maxime Renaux/Yamaha3-Rene Hofer/KTM4-Roan Van De Moosdjik/Kawasaki5-Simon Laengenfelder/Gas Gas

Mundial de Enduro - Crivilin é oitavo neste domingo

Moto 28/06/2021
Neste domingo (27/06) aconteceu a segunda prova do Mundial de Enduro na Itália (segunda etapa do campeonato), e o brasileiro Bruno Crivilin da Honda conquistou a oitava posição na sua categoria, a Enduro 1, que foi vencida por Andrea Verona da Gas Gas, seguido por David Guarneri da Fantic, Antonine Magain, Samuele Bernardini e na quinta posição, Davide Soreca. Lembrando que o brasileiro ficou com a sexta posição na prova deste sábado. Crivilin competiu também na categoria principal, a EnduroGP e foi o 26o. colocado.[foto1]"Fim de mais uma etapa do EnduroGP. Feliz em estar aqui vivendo tudo isso, mas um pouco desapontado com o ritmo e condicionamento físico. É uma sensação ruim saber que você pode fazer mais, ser mais rápido, mas não ter isso o suficiente pra realmente fazer o que sou capaz de fazer. O que me motiva é que sei onde tenho que trabalhar pra melhorar e, com certeza, vou usar todo o tempo antes das próximas rodadas pra isso!!! Sobre a corrida foi realmente quase um passeio pelas especiais, não tinha força. Muito obrigado S2 Motorsport por todo apoio e incentivo durante o final de semana. E claro, obrigado a todos vocês que sempre estão acompanhando e mandando energias. Vamos pra luta!" disse Crivilin.Classe EnduroGP - O domínio de Freeman Depois de uma batalha incrivelmente disputada pela vitória no primeiro dia em Edolo entre Brad Freeman da Beta e Will Ruprecht da TM, todos os olhos estavam voltados para a dupla para ver quem teria a vantagem no domingo. Um Ruprecht de início rápido colocou seu TM na frente no teste de enduro do CAMPEÃO, mas Freeman então acertou seu passo, liderando os próximos três testes. Com nove segundos de vantagem, ele quebrou o ânimo do australiano e continuou aumentando sua vantagem. Conseguindo mais quatro vitórias em oito testes restantes, permitiu ao piloto Beta assumir o controle do processo e chegar ao pódio por 27 segundos.Embora provando ser super consistente, Ruprecht nunca teve a medida de Freeman à tarde e teve que se contentar com o resultado do vice-campeão. Mas com três resultados no pódio em quatro largadas após duas rodadas, o estreante da classe EnduroGP está certamente provando ser o verdadeiro negócio em 2021.Depois de uma decepcionante saída no primeiro dia para o oitavo lugar, Steve Holcombe (Beta) da Grã-Bretanha se reagrupou fortemente para o terceiro lugar geral. O campeão do EnduroGP parecia mal ontem devido a uma costela quebrada no último fim de semana em Portugal. Destacado por um melhor tempo no Teste Cruzado ACERBIS, Holcombe estava de volta ao ritmo.Procurando seu primeiro pódio do ano no EnduroGP, o italiano Andrea Verona (GASGAS) chegou perto, mas não o suficiente. Dois segundos atrás de Holcombe, ele perdeu sua chance de chegar ao pódio em casa com o quarto lugar após um erro no teste especial de encerramento do dia. Descendo duas posições na ordem por causa do resultado de sábado, o espanhol Josep Garcia (KTM) completou os cinco primeiros.“Foi brilhante conseguir uma vitória dupla neste fim de semana, não posso pedir mais do que isso!” disse Freeman. “Depois do esforço de ontem, eu sabia que outras quatro voltas hoje seriam um trabalho árduo. Eu rodei bem esta manhã e isso fez a diferença com certeza, consegui controlar as coisas a partir daí. ”Enduro1 - Verona faz o dobroEmbora um pódio do EnduroGP o iludisse, Verona fez valer a pena no Enduro1 ao conquistar sua segunda vitória no fim de semana. Dominando melhor o terreno técnico de Edolo na Itália, o piloto GASGAS controlou os procedimentos ao longo do dia. Vice-campeão pela segunda vez na Itália, Davide Guarneri do Fantic não conquistou a vitória em casa do GP que conquistou. Outra corrida consistente do belga Antoine Magain (Sherco) o viu completar o pódio com o terceiro lugar. Davide Soreca (Husqvarna) e Samuele Bernardini (Honda) garantiram à Itália quatro das cinco primeiras colocações do Enduro1.Enduro2 - Ruprecht lideraCom a vitória do EnduroGP escapando dele, Ruprecht aumentou sua contagem de vitórias no Enduro2 no dia dois. Mantendo a vantagem sobre seus colegas de classe, o australiano tinha as coisas sob controle com uma margem de vitória de 57 segundos. Sentindo-se mais acelerado do que no dia anterior, Holcombe terminou o dia em segundo, enquanto Garcia completou os três primeiros. Hamish MacDonald (Sherco) permaneceu sólido como sempre, conquistando o quarto lugar pela quarta vez, mas o piloto da Nova Zelândia deve estar procurando terminar no pódio na próxima vez. Depois de seu impressionante resultado nos três primeiros ontem, o especialista em Hard Enduro Billy Bolt (Husqvarna) garantiu o quinto lugar hoje.“Foi um fim de semana difícil”, disse Holcombe. “Na verdade, cheguei nesta corrida com uma costela quebrada depois de uma queda da última vez em Portugal, então foi uma luta para ser honesto. Faltou força na moto e isso mostrou ontem. Hoje aceitei a lesão e rodei para me divertir, o que definitivamente me ajudou a encontrar um ritmo melhor para o terceiro lugar. ”Enduro3 - Quarta vitória de FreemanComo sempre, Freeman governou supremo no Enduro3, garantindo sua quarta vitória em tantas corridas. Com mais uma varredura limpa de tempos de teste especiais, ele permanece imperturbável na classe. Atrás de Freeman, o espanhol Jaume Betriu (KTM) parece estar à altura de todos os outros, terminando em segundo pela quarta vez. Enquanto Freeman venceu por três minutos ontem, o espanhol reduziu essa diferença para pouco menos de dois minutos hoje. Daniel McCanney (Sherco) levou a melhor sobre seu irmão Jamie no dia dois para retornar ao pódio do Enduro3 com o terceiro lugar. Com os irmãos McCanney em terceiro e quarto lugar, Giacomo Redondi (GASGAS) ficou em quinto.Enduro Junior - Dupla vitória de PavoniA classe Enduro Junior viu Matteo Pavoni registrar uma dupla vitória em casa graças à sua vitória no domingo. Mas ele foi empurrado até o fim pelo companheiro de equipe Lorenzo Macoritto (TM). Preso em uma batalha durante grande parte do dia, Pavoni segurou a coragem para garantir a vitória por apenas dois segundos. Atrás da dupla italiana, o francês Leo Le Quere (Sherco) ficou em terceiro, com o finlandês Roni Kytonen (Honda) em quarto e Max Ahlin (Husqvarna) em quinto.“Foi um fim de semana fantástico. Vencer em casa é uma sensação incrível ”, disse Pavoni. “Foi uma grande batalha hoje com meu companheiro de equipe Lorenzo. Ele tinha ritmo no Teste de Enduro, mas acho que controlei melhor as coisas e fiz. ”Enduro Youth - Norrbin e Edmondson lideram o caminhoEstabelecendo uma tendência até agora em 2021, Albin Norrbin subiu ao topo do Enduro

Carlos Campano é campeão do Espanhol de Motocross

Moto 23/06/2021
O Campeonato Espanhol de Motocross teve sua etapa final neste domingo, 20, no circuito de La Salgada, em La Bañeza (León). Foi a sexta rodada da temporada, que teve um final emocionante, principalmente para o pentacampeão brasileiro de motocross, Carlos Campano, que conquistou o título do Espanhol na MX1 a bordo de sua Yamaha YZ450F.[foto1]Carlos Campano e Ander Valentín chegaram à final com diferença de apenas um ponto a favor de Campano. Experiente, Campano fez duas corridas conscientes para correr poucos riscos, finalizando ambas as corridas na segunda colocação, enquanto seu principal adversário na luta pelo título foi o terceiro.Assim, o piloto da Yamaha Monster Energy Geração agregou mais uma conquista no Espanhol depois de várias temporadas em que não pode brigar pelo título em sua Terra Natal porque as datas das etapas muitas vezes coincidiram com as do Brasileiro de Motocross, seu principal objetivo desde 2012.Em 2021, Campano volta ao Brasil para tentar o hexacampeonato. O piloto utilizou as corridas do campeonato espanhol como forma de preparação para a temporada brasileira, que começa em agosto. "Estou muito contente. Chegamos aqui liderando, então fiz uma corrida forte mas evitando problemas, controlando a situação. Terminei bem e muito feliz com o título. Ano passado já liderei o campeonato espanhol e não pude tentar o título até o fim porque as corridas no Brasil começaram. Este ano, consegui fazer todo campeonato e, mesmo com algumas lesões, conquistamos o título. Muito obrigado a todos da minha equipe e aos que torceram por mim. Agora é focar no Brasileiro de Motocross", afirmou Campano. Resultados da 6ª Rodada - Circuito La Salgada/La Bañeza:Primeira Bateria: 1º) José Antônio Butron 2º) Carlos Campano – Yamaha YZ450F 3º) Ander Valentin Segunda Bateria: 1º) José Antônio Butron 2º) Carlos Campano – Yamaha YZ450F 3º) Ander ValentinClassificação final do Campeonato Espanhol: 1º) Carlos Campano, 246 pontos 2º) Ander Valentin, 241 pontos 3º) José Antônio Butron, 230 pontos

AMA Motocross - Tomac vence 2a. bateria em High Point e Ferrandis assume liderança

Moto 20/06/2021
Final da terceira etapa do campeonato americano de motocross que aconteceu neste sábado (19/06) no circuito de High Point, em Mt.Morris na Pensilvânia, com a segunda bateria da 450cc, sendo que no início da prova, Adam Cianaciarulo da Kawasaki, que venceu a primeira prova liderava, seguido pelo companheiro de equipe Eli Tomac, Dylan Ferrandis da Yamaha, Ken Roczen da Honda e seu companheiro de equipe Chase Sexton.[foto1]Na metade da prova, Tomac ultrapassa Cianciarulo e abre uma vantagem de mais de 3 segundos, sendo que as demais posições continuavam inalteradas, com Ferrandis em terceiro, Roczen em quarto e Sexton na quinta posição. Fim da segunda bateria do dia, e vitória de Tomac, com Ferrandis em segundo, que vence a etapa (Cianciarulo é segundo e Tomac o terceiro), seguido por Roczen, Cianciarulo e Sexton. Com este resultado, Ferrandis assume novamente a liderança da categoria, com 3 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, Roczen. Será que o estreante da 450cc no motocross, Ferrandis, vai levar o título? Ainda é cedo para prever, mas ele está no caminho certo. Classificação geral4501.Dylan Ferrandis/Yamaha - 1332.Ken Roczen/Honda - 1303.Aaron Plessinger/Yamaha - 1034.Chase Sexton/Honda - 1015.Adam Cianciarulo/Kawasaki - 101

Rally Jalapão - Metge vence novamente e Bruno Pelizari é campeão na Geral Motos

Moto 20/06/2021
O percurso da quarta e última etapa do Rally Jalapão teve início em São Félix (TO) e contou com 469,93 km (212,40 deles de especiais). O piloto da Yamaha IMS, Adrien Metge venceu pela terceira vez consecutiva na categoria Motos, seguido por Gabriel Bruning, Ricardo Martins da Yamaha, Bissinho Zavatti da Honda e Túlio Malta da Yamaha.  [foto1]Com este resultado, o campeão do Jalapão na categoria Geral Motos foi Bruno Pelizari, com Metge em segundo e Bissinho em terceiro. Na categoria Moto 1 primeiro lugar para Metge nesta última etapa, sendo que ele venceu a categoria. Na Moto 2 vitória de Bissinho nesta final, que também garantiu o título da categoria. Tiago Wernersbach da Honda venceu esta quarta etapa na categoria Brasil, conquistando o título do Jalapão.Resultados 4ª etapa (extraoficiais) Geral Motos 1º Adrien Metge #4 – 01:33:12.0 2º Gabriel Bruning #35 – 01:36:36.3 3º Ricardo Martins #2 – 01:37:23.7 4º Bissinho Zavatti #6 - 01:37:35.7 5º Tulio Malta #5 – 01:37:41.8 Categoria Moto 1 1º Adrien Metge #4 – 01:33:12.02º Ricardo Martins #2 – 01:37:23.7 3º Jean Azevedo #3 – 01:38:26.14º Gregorio Caselani #7 – 01:46:25.3 5º Rodrigo Sallum #23 – 06:45:00.0 Categoria Moto 2 1º Bissinho Zavatti #6 – 01:37:35.7 2º Tulio Malta #5 – 01:37:41.8 3º Guilherme Bissoto #22 – 01:38:56.1 4º Vitor Siqueira #10 – 01:40:35.55º Bruno Leles #8 – 01:41:15.3 Categoria Brasil 1º Tiago Wernersbach #31 – 01:47:31.6 2º Thiago Veloso #25 – 01:49:24.8 3º Augusto Sartori #33 – 02:11:01.2 4º Adão Lemos #36 – 02:17:13.9Classificação final Geral Motos 1º Bruno Pelizari #32 – 11:11:48.7 2º Adrien Metge #4 – 11:14:14.4 3º Bissinho Zavatti #6 – 11:16:38.8 4º Vitor Siqueira #10 – 11:29:51.8 5º Gabriel Bruning #35 – 11:34:14.1 Categoria Moto 1 1º Adrien Metge #4 – 11:14:14.4 2º Ricardo Martins #2 – 11:37:46.2 3º Gregorio Caselani #7 - 11:51:52.6 4º Jean Azevedo #3 - 12:01:41.2 5º Rodrigo Sallum #23 – 17:51:01.7 Categoria Moto 2 1º Bissinho Zavatti #6 – 11:16:38.8 2º Vitor Siqueira #10 – 11:29:51.8 3º Tulio Malta #5 – 11:37:50.3 4º Guilherme Bissoto #22 – 14:29:07.1 5º Bruno Leles #8 – 14:31:28.1 Categoria Brasil 1º Tiago Wernersbach #31 – 12:01:07.8 2º Thiago Veloso #25 – 12:07:00.9 3º Augusto Sartori #33 – 13:37:36.3 4º Adão Lemos #36 – 15:12:25.5 

Mundial de Enduro - Freeman vence neste sábado e Crivilin é sétimo

Moto 20/06/2021
A ansiosamente aguardada série 2021 do BORILLI FIM EnduroGP começou a sério hoje (19/06), com a cidade-sede Marco de Canaveses em portugal, e sua área circundante produzindo um início de temporada difícil e exigente. Com todos os olhos voltados para a categoria EnduroGP, foi o britânico Joe Wootton (Husqvarna) quem foi o primeiro a liderar ao vencer o Super Teste AKRAPOVIC na noite de sexta-feira.[foto1]Mas lançando para o primeiro teste na manhã de sábado, Brad Freeman (Beta) foi rápido para começar a trabalhar, assumindo a liderança cedo e marcando o tempo mais rápido. Enquanto Freeman estava atualizado, o atual campeão do EnduroGP, Steve Holcombe (Beta) já estava em desvantagem, perdendo 42 segundos para seu rival após um erro caro.Enquanto Freeman controlava sua liderança na frente, Holcombe começou a se reagrupar e, a cada teste, subiu de volta na tabela de classificação. No meio do dia, Freeman tinha 15 segundos de vantagem sobre o australiano Will Ruprecht (TM) em segundo, com o espanhol Josep Garcia (KTM) em terceiro.À tarde, Freeman executou um dia perfeito e conquistou sua primeira vitória da temporada. Cavando fundo, Holcombe trabalhou duro para finalmente reclamar o resultado de vice-campeão, terminando seu dia 35 segundos atrás de seu companheiro de equipe Beta. Na luta pelo terceiro lugar, Garcia venceu Ruprecht para a etapa final do pódio.“Foi um bom dia, começando com a vitória no primeiro teste e fazendo uma volta de abertura forte”, disse Freeman. “Com uma boa vantagem no início, tentei equilibrar o quão forte forçar o resto do dia. Sinto que administrei bem minha liderança e permaneci forte e consistente o tempo todo, estou ansioso para amanhã agora. ”Enduro 1 - Verona em melhor formaNa classe Enduro1, foi o atual campeão Andrea Verona (GASGAS) quem definiu o ritmo com a vitória no primeiro dia. Davide Guarneri (Fantic) se manteve em contato para terminar 25 segundos atrás em segundo, enquanto o francês Christophe Charlier (Beta) segurou Davide Soreca (Husqvarna) para evitar um bloqueio do pódio italiano.O brasileiro Bruno Crivilin (Honda) que estreia na categoria conquistou um sétimo lugar (21o. na EnduroGP). "No primeiro dia fiquei contente, mas ao mesmo tempo um pouco desapontado. Uma queda muito forte na primeira especial e um dia longo e muito duro, o EnduroGP sempre vem com suas surpresas. Eu pensava que não iria me surpreender em questão de dificuldade de prova, mas uma vez mais está aí, o Mundial de Enduro. Andei forte em algumas especiais e bastante parte do dia, mas no final me faltou um pouco de força pra manter o ritmo, em especial na última volta. O bom é que deu pra ver que temos bom ritmo e podemos brigar por posições mais pra frente. Mas Mundial é assim mesmo, vamos descansar e vamos pra luta amanhã. Muito obrigado pelo apoio de todos." disse o brasileiro em seu instagram.Enduro 2 - Holcombe recupera para vencerJá parecendo ser a categoria mais disputada em 2021, Enduro2 foi uma batalha de titãs com Holcombe, Garcia e Ruprecht trocando de posições. Ruprecht foi o primeiro a definir o ritmo, antes de Garcia abrir caminho para a frente. Mas com Holcombe cobrando forte nos últimos estágios, foi o piloto da Beta quem finalmente conquistou as primeiras honras da E2 do ano.Enduro 3 - varredura limpa de FreemanNo topo da classificação geral, Freeman também garantiu a vitória do Enduro3 de forma confortável. Imbatível, o atual campeão do Enduro3 venceu todos os 13 testes para vencer por 92 segundos. A batalha pela segunda posição foi mais acirrada, com o espanhol Jaume Betriu (KTM) impedindo o britânico Danny McCanney (Sherco) pelo segundo lugar. Jamie McCanney (Husqvarna) voltou à série Borilli FIM EnduroGP com o quarto lugar no Enduro 3, enquanto o francês Antoine Basset (Beta) fechou os cinco primeiros.Enduro Feminino - Sanz volta a vencerFazendo sua primeira apresentação no Campeonato Mundial de Enduro desde 2017, Laia Sanz não perdeu tempo em ganhar velocidade. A piloto da GASGAS mostrou de imediato que almeja o sexto título mundial feminino de Enduro. Vencendo o Super Teste AKRAPOVIC, ela terminou o primeiro dia com uma margem de vitória de 50 segundos sobre a atual campeã Jane Daniels (Fantic). Atrás da dupla líder Mireia Badia (GASGAS) ficou em terceiro.“Parecia perfeito, mas eu não esperava um resultado tão forte como este”, explicou Sanz. “Acho que ainda estava dormindo esta manhã, batendo e lutando para ganhar velocidade, mas assim que me acomodei, tive um bom dia. Aquele foi definitivamente um enduro real hoje - exigindo testes que são duros e físicos. Acho que amanhã será ainda mais difícil! ”Enduro Junior - Itália brilhaNo Enduro Juniors, estava a dupla italiana de Lorenzo Macoritto e Matteo Pavoni na frente. Enquanto Pavoni manteve o seu compatriota honesto, Macoritto teve o suficiente para vencer. O finlandês Roni Kytonen (Honda) juntou-se a eles no pódio em terceiro.Enduro Youth - Fantic 1-2-3A categoria Enduro Youth viu uma batalha acirrada entre Harry Edmondson e o sueco Albin Norrbin (Fantic) pela vitória geral. Pescoço a pescoço durante os 13 testes especiais, Edmondson manteve seu companheiro de equipe por apenas seis segundos após mais de 73 minutos de corrida cronometrada para selar a vitória. Com um 1-2-3 fantástico no primeiro dia, Kevin Cristino juntou-se a eles no pódio em terceiro.

Campeonato Italiano De Motocross 2021 - AO VIVO

Moto 20/06/2021
Cobertura Campeonato Italiano De Motocross 2021 Prestige da Castellarano (RE) - AO VIVO no Velocross News e aqui no nosso site!!![foto1]

Rally Jalapão - Metge vence novamente

Moto 19/06/2021
O 7º Rally Jalapão está na reta final. E no terceiro dia de disputas, realizado nesta sexta-feira (18/6) na região de São Félix, no Tocantins, outra vitória do piloto da Yamaha IMS, Adrien Metge (primeiro na moto1), com Bruno Pelizari em segundo e Gabriel Bruning em terceiro. O piloto da equipe Honda, Bissinho Zavatti foi o quarto colocado na geral e primeiro na Moto 2, seguido pelo companheiro de Metge, Ricardo martins.[foto1]Na categoria Motos Brasil primeiro lugar para Tiago Wernersbach, seguido por Thiago Veloso. Na geral Motos liderança de Bruno Pelizari, seguido por Bissinho e Metge, nove minutos atrás do líder. Na categoria UTV primeiro lugar para Cristiano Baptista e Robledo Nicoletti, seguido pelas duplas, Fábio Ruediger/Eduardo Bampi e Gabriel Varela/Felipe Bianchini.Resultado da 3a. etapaGeral Motos1º Adrien Metge #4 – 04:09:35.42º Bruno Pelizari #32 – 04:13:29.93º Gabriel Bruning #35 – 04:15:40.04º Bissinho Zavatti #6 - 04:16:04.75º Ricardo Martins #2 – 04:16:11.1Categoria Moto 1 1º Adrien Metge #4 – 04:09:35.4 2º Ricardo Martins #2 – 04:16:11.1 3º Jean Azevedo #3 – 04:18:40.9 4º Gregorio Caselani #7 – 04:27:33.8 5º Rodrigo Sallum #23 – 04:45:25.2 Categoria Moto 2 1º Bissinho Zavatti #6 – 04:16:04.7 2º Tulio Malta #5 – 04:16:38.8 3º Vitor Siqueira #10 – 04:20:09.9 4º Guilherme Bissoto #22 – 04:25:53.8Categoria Brasil 1º Tiago Wernersbach #31 – 04:34:21.1 2º Thiago Veloso #25 – 04:34:24.7 3º Augusto Sartori #33 – 05:05:30.7 4º Adão Lemos #36 – 05:17:31.1ATV 1º - Cristiano Baptista/Robledo Nicoletti - 4h14min32s2º - Fábio Ruediger/Eduardo Bampi - 4h16min54s3º - Gabriel Varela/Filipe Bianchini - 4h19min41s4º - João Franciosi/Cesar Valandro - 4h19min51s5º - Denísio do Nascimento/Idali Bosse - 4h20min34s Classificação geral Geral Motos 1º Bruno Pelizari #32 – 09:32:18.1 2º Bissinho Zavatti #6 – 09:39:03.1 3º Adrien Metge #4 – 09:41:02.4 4º Vitor Siqueira #10 – 09:46:16.3 5º Gabriel Bruning #35 – 09:57:37.8 Categoria Moto 1 1º Adrien Metge #4 – 09:41:02.4 2º Ricardo Martins #2 – 10:00:22.5 3º Gregorio Caselani #7 - 10:05:27.3 4º Jean Azevedo #3 - 10:23:15.1 5º Rodrigo Sallum #23 – 11:07:01.7 Categoria Moto 2 1º Bissinho Zavatti #6 – 09:39:03.1 2º Vitor Siqueira #10 – 09:46:16.3 3º Tulio Malta #5 – 10:00:08.5 4º Guilherme Bissoto #22 – 12:50:11.0 Categoria Brasil 1º Tiago Wernersbach #31 – 10:13:36.2 2º Thiago Veloso #25 - 10:17:36.1 3º Augusto Sartori #33 – 11:26:35.2 4º Adão Lemos #36 – 12:55:11.6ATV1º - Cristiano Batista/Robledo Nicoletti - 9h34min50s2º - Gabriel Varela/Filipe Bianchini - 9h35min00s3º - Fábio Ruediger/Eduardo Bampi - 9h36min02s4º - Tomas Luza/Robson Schuinka - 9h42min14s5º - Gabriel Cestari/Jhonatan Ardigo - 9h46min22s

AMA Motocross - Cianciarulo vence 1a. bateria em High Point

Moto 19/06/2021
Neste sábado (19/06) está rolando mais uma etapa do campeonato americano de motocross, no circuito de High Point, em MT. Morris, na Pensilvânia, e o grande vencedor da primeira bateria na 450cc foi Adam Cianciarulo (Kawasaki), seguido por Dylan Ferrandis (Yamaha), Ken Roczen (Honda), Chase Sexton (Honda) e fechando os cinco primeiros, Aaron Plessinger (Yamaha).  [foto1]Vale destacar que no salto da chegada, Cianciarulo bateu em um piloto caído levando um tombo, mas levantou-se rapidamente e recebeu a bandeirada em primeiro.Na 250cc, vitória de Jack Swoll da Husqvarna, sua primeira na carreira profissional, seguido por Colt Nicholls (Yamaha), Jett Lawrence (Honda), Jo Shimoda (kawasaki) e Justin Cooper (Yamaha). O brasileiro Ramyller Alves (Gas Gas) ficou na 16a. posição.

AMA Motocross - Justin Cooper vence 2a. bateria em High Point

Moto 19/06/2021
Continua rolando a terceira etapa do campeonato americano de motocross, que acontece em High Point em Mt.Morris na Pensilvânia. Justin Cooper da Yamaha foi o grande vencedor da segunda bateria da 250cc, seguido por Jett Lawrence da Honda, Jalek Swoll da Husqvarna, Garrett Marchbanks da Kawasaki e Colt Nichols da Yamaha, os cinco primeiros. [foto1]O brasileiro Ramyller Alves da Gas Gas finalizou a prova na 15a. posição nesta segunda prova do dia. Na geral do dia, primeiro lugar para Swoll, seguido por Lawrence, que mantém a liderança da categoria.

Rally Jalapão - Foi dada a largada

Moto 17/06/2021
O primeiro dia da 7ª edição do Rally do Jalapão terminou com vitória dos pilotos da equipe Honda Racing Gregorio Caselani, na categoria Moto 1, e Thiago Veloso, na Brasil. Bissinho Zavatti fechou o dia em segundo lugar na geral das motos e na Moto 2. O vencedor na Geral foi Bruno Leles. Nesta quarta-feira (16/6), os competidores percorreram 468,90 quilômetros no total, sendo 212,30 de especiais (trechos cronometrados), entre Luís Eduardo Magalhães (BA) e São Félix (TO). [foto1] Com a motocicleta Honda CRF 450RX, Gregorio Caselani completou o dia em 3h06min25s. “Tivemos uma prova típica do Jalapão, com 95% de areia. Estou feliz com o resultado, fiz o percurso sem erros, mas sei que dá para me encaixar mais e melhorar o desempenho”, comenta o gaúcho, quinto colocado na geral das motos e bicampeão brasileiro de Rally Cross Country. A etapa foi positiva também para Bissinho Zavatti, que fez o trajeto com a CRF 450RX em 3h01min09s, apenas 21,8 segundos atrás de Bruno Leles, primeiro colocado do dia. “A especial estava bem legal, com bastante navegação e areia. Gostei de voltar ao ritmo de competições depois de tanto tempo parado. Tive muita cautela, me concentrei bastante para começar bem a prova. A moto está 100% e intacta para encarar mais três dias de prova”, evidencia o paulista atual campeão do Rally Jalapão na classe Brasil. Neste ano, quem começou bem a categoria exclusiva para motos nacionais foi Thiago Veloso. O mineiro campeão do Sertões 2020 na mesma classe acelerou forte a Honda CRF 250F e, além da vitória na Brasil, ficou em sexto na geral. “Apesar de uma prova bem dura e só de areia, consegui andar bem. Estou feliz com o desempenho da moto, que foi ótima do início ao fim”, ressalta Veloso. Também representante da Honda Racing na categoria Brasil, estreante na competição e na modalidade, Tiago Wernersbach completou a primeira etapa em segundo na classe e em oitavo na geral. “Gostei muito da minha estreia e do meu primeiro resultado no rali. Ainda estou me habituando com as planilhas, mas a moto andou muito bem no percurso praticamente todo de areia”, comenta o capixaba, que é tricampeão brasileiro de enduro na categoria nacional. Jean Azevedo, que disputa a Moto 1, teve problemas e fechou o dia na quarta colocação na categoria e ficou em 15º na geral. “Errei a navegação e ainda peguei um arame na roda traseira. Tive que parar para tirar e perdi mais tempo ainda”, conta o paulista. Nesta quinta-feira (17/6), os pilotos fazem a segunda etapa, em laço, com largada e chegada em São Félix (TO). Serão 186,53 quilômetros contra o relógio. Durante os quatro dias serão percorridos mais de 1.400 quilômetros, sendo 909 de especiais. A competição é válida pelo Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e pelo Sertões Series. A equipe Honda Racing de Rally é patrocinada por Pro Honda, ASW, Michelin, Alpinestars, DID e Seguros Honda. 7º Rally Jalapão – 1ª etapa Resultados (extraoficiais) – Cinco Primeiros Geral Motos 1º Bruno Leles #8 - 03:00:48.1 2º Bissinho Zavatti #6 - 03:01:09.9 3º Bruno Pelizari #32 - 03:01:59.3 4º Vitor Siqueira #10 - 03:05:33.1 5º Gregorio Caselani #7 - 03:06:25.5 Categoria Moto 1 1º Gregorio Caselani #7 - 03:06:25.5 2º Ricardo Martins #1 - 03:14:44.63º Adrien Metge #4 - 03:18:53.1 4º Jean Azevedo #3 - 03:25:34.4 5º Rodrigo Sallum #7 - 03:37:35.4 Categoria Moto 2 1º Bruno Leles #8 - 03:00:48.1 2º Bissinho Zavatti #6 - 03:01:09.9 3º Vitor Siqueira #10 - 03:05:33.1 4º Tulio Malta #5 - 03:23:06.9 5º Michel Falqueiro #34 - 09:30:00.0 Categoria Brasil 1º Thiago Veloso #25 - 03:10:26.9 2º Tiago Wernersbach #31 - 03:11:03.6 3º Augusto Sartori #33 - 03:28:21.5 4º Adão Lemos #36 - 03:29:21.6 Programação do 7º Rally Jalapão Quinta-feira (17/6) – 2º dia São Félix (TO) a São Félix (TO) 8h - Largada 1ª moto no parque de apoio 20h – Briefing - Centro de Eventos de São Félix Deslocamento inicial – 0 km Trecho especial (cronometrado) – 186,53 km Deslocamento final - 0 km Total do dia – 186,53 km Sexta-feira (18/6) – 3º dia São Félix (TO) a São Félix (TO) 7h - Largada 1ª moto no parque de apoio 20h – Briefing - Centro de Eventos de São Félix Deslocamento inicial - 0 km Trecho especial (cronometrado) – 298,50 km Deslocamento final - 0 km Total do dia – 298,50 km Sábado (19/6) – 4º dia São Félix (TO) a Luís Eduardo Magalhães (BA) 6h - Largada 1ª moto no parque de apoio 15h – Premiação – Vila Panambi, próximo de Mateiros (TO) Deslocamento inicial - 0 km Trecho especial (cronometrado) – 212,40 km Deslocamento final – 256,86 km Total do dia – 469,93 km Total do percurso - 1.423,23 km Total dos trechos cronometrados – 909,73 km * A programação é fornecida pela organização do evento e está sujeita a alterações.

Rally Jalapão - Metge vence segundo dia

Moto 17/06/2021
Os competidores do Rally Jalapão / Sertões Series estão em solo tocantinense. Correspondente à segunda etapa, este trajeto teve uma especial curta de 186 quilômetros, 100% inédito, com largada e retorno a São Félix do Tocantins (TO). O terreno arenoso e o calor foram os maiores desafios da etapa e as trilhas variaram constantemente na especial cronometrada que requereu uma atenção redobrada, pois a passagem foi pelo deserto do Jalapão (TO). [foto1]Adrien Metge (Yamaha), atual campeão do Rally Jalapão, venceu a etapa entre as motos. “É muito arenoso, cansativo. É um lugar que desgasta também muito o equipamento, mas a WR 450F funcionou perfeitamente. Ótimo resultado hoje, amanhã tem mais!”, explica o piloto francês.Entre os UTVs, Denisio Casarini e Ivo Mayer, UTV Can-Am AM X3, garantiram o melhor tempo e levaram a vantagem para a disputa da especial desta sexta-feira. Gabriel Varela / Filipe Bianchini, Can-Am Maverick X3, completaram em segundo lugar e assumiram a liderança na geral."Hoje deu tudo certo e rasgamos o Jalapão”, disse Denisio Casarini. “Essa prova estava difícil demais, bem exigente. Sem dúvida, a concentração foi um diferencial. O primeiro lugar em um roteiro como este é sempre especial", comemorou o navegador Ivo Mayer.[foto2]O grid é composto por 99 máquinas, entre carros, motos, quadriciclos e UTVs. Após quatro etapas serão percorridos um total de 1.400 quilômetros. As equipes partirão nesta sexta-feira (18) às 7 horas para 298 quilômetros de percurso cronometrado. A prova terá a linha de chegada novamente em São Félix. Já neste sábado, 19, ocorrerá a quarta e última etapa com largada em São Félix e chegada a Vila Panambí (TO) e a cerimônia de premiação está prevista para as 15 horas.O Rally Jalapão / Sertões Series é uma realização de Arena Promoções e Eventos e Dunas Race, tem patrocínio da C6 Bank, Can-Am, CBMM, Honda, Motul e Mitsubishi Motors, e apoio da Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães e da Prefeitura Municipal de São Félix do Tocantins. A supervisão é da CBM - Confederação Brasileira de Motociclismo e CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo.Resultado da etapa 2, primeiros colocados: MOTOS1) #04 Adrien Metge, Yamaha WR 450F, (1)MT1, 02h12min33s92) #32 Bruno Pelizari, Honda CRF 450RX, Moto Pinga Rally Team, (1)MT3, 02h16min48s93) #08 Bruno Leles, Yamaha WR 450f, Use Motos Rally Team, (1)MT2, 02h19min24s74) #05 Tulio Malta, Yamaha WR 450F, (3)MT2, 02:20:22.85) #10 Vitor Siqueira, KTM EXCF 450 2019, Multracing, (4)MT2, 02h20min32s5 QUADRICICLOS1) #39 Marcelo Medeiros, Yamaha 700 Raptor, Taguatur Racing, 02h39min19s6 UTVs1) #108 Denisio Casarini/Ivo Mayer, Can-Am, (1)UT1, 02h12min05s12) #109 Gabriel Varela/Filipe Bianchini, Can-Am, Varela Monster Energy, (2) UT1, 2h14min24s93) #134 Leonardo Castro/Joao Vitor Ribeiro, Can-Am, (1)UT2, 02h14min41s24) #110 Cristiano Batista/Robledo Nicoletti, Can-Am, (1)UOP, 02h16min38s75) #128 Paulo Closs/Vitor Closs, Can-Am, (1)UT3, 02h17min14s5 Classificação acumulada (Etapas 1 e 2) MOTOS1) #32 Bruno Pelizari, Honda CRF 450RX, Moto Pinga Rally Team, (1)MT3, 05h18min48s22) #08 Bruno Leles, Yamaha WR 450f, Use Motos Rally Team, (1)MT2, 05h20min12s83) #06 Júlio Cesar Zavatti, Honda CRF 450RX, Honda Racing Rally, (2)MT2, 05h22min58s44) #10 Vitor Siqueira, KTM EXCF 450 2019, Multracing, (4)MT2, 05h26min06s55) #04 Adrien Metge, Yamaha WR 450F, (1)MT1, 05h31min27s0 QUADRICICLOS1) #39 Marcelo Medeiros, Yamaha 700 Raptor, Taguatur Racing, 05h55min19s0 UTVs1) #109 Gabriel Varela/Filipe Bianchini, Can-Am, Varela Monster Energy, (1) UT1, 05h15min19s32) #117 Tomas Luza/Robson Schuinka, Can-Am X3, Cotton Racing, (1)UT2, 05h18min0263) #115 Fabio Ruediger/Eduardo Bampi, Can-Am, Rato Racing, (2)UT2, 05h19min08s44) #105 Richard Fliter/André Munhoz, Can-Am, Johnnys Jos Rally Team, (2)UT1, 05h20min06s55) #110 Cristiano Batista/Robledo Nicoletti, Can-Am, (1)UOP, 05h20min18s2 Programação do 7º Rally Jalapão/Sertões Series: Sexta-feira, 18/06 - São Félix (TO) / São Félix (TO)DI – 0,00 kmTE – 298,50 kmDF – 0,00 kmTOTAL – 298,50 km 07h00 – Largada – Motos, Quadris e UTVs – Parque de Apoio10h00 – Largada Carros – Parque de Apoio19h00 – Briefing CBM e CBA – Centro de Eventos de São Félix Sábado, 19/06- São Félix (TO) / Vila Panambí (TO)DI – 0,00 kmTE – 212,44DF – 256,86 kmTOTAL – 469,93 kmTOTAL GERAL – 1.423,23 km 06h00 – Largada - Motos, Quadris e UTVs - Parque de Apoio09h00 - Largada - Carros - Parque de Apoio15h00 - PremiaçãoLocal – Vila Panambí, próximo de Mateiros/TO*Informações sujeita a alteração.

Osborne fora do AMA Motocross

Moto 17/06/2021
A Rockstar Energy Husqvarna Factory Racing Team anunciou hoje que o atual campeão 450MX Zach Osborne perderá o restante do 2021 AMA Pro Motocross Championship para se recuperar totalmente de uma lesão nas costas. [foto1]Osborne, que sofreu uma lesão nas costas no meio do AMA Supercross neste ano, trabalhou duro para se preparar para a primeira rodada da temporada do motocross, mas infelizmente ele se machucou novamente na segunda rodada no Colorado. Após uma análise mais aprofundada com a equipe, Osborne tomou a difícil decisão de ficar de fora pelo resto da temporada para se recuperar totalmente em 2022. “Estou chateado para dizer o mínimo. Esta lesão foi um grande revés sem um caminho claro para 100%, mas sinto que estou no bom caminho agora e só preciso dar ao meu corpo tempo para se curar. Eu mesmo, junto com a equipe, tomamos a decisão de puxar o plugue e estar pronto para 2022. Foi uma decisão difícil em um ano já difícil, mas acredito que posso voltar à forma de 2020 com este tempo para curar. Obrigado ao meu time e fãs pelo apoio através disso! ” disse Osborne.

Convocação oficial TEAM BRASIL: Motocross das Nações 2021

Moto 16/06/2021
Enzo Lopes, Fábio Santos, Hector Assunção e Gustavo Pessoa são chamados para representar o Brasil no MXON 2021 [foto1]A Comissão Nacional de Motocross da Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) divulga nesta quarta-feira (16/06) a relação dos atletas convocados para o MXON - Motocross das Nações 2021. Considerada a "Copa do Mundo" da modalidade, um dos mais maiores eventos off-roads do mundo acontece nos dias 25 e 26 de setembro, em Ímola, palco de grandes provas do esporte na Itália. O evento promovido pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM) está em sua 74ª edição. Se confirmados, Enzo Lopes, Fábio Santos, Hector Assunção e Gustavo Pessoa formam o Team Brazil. Todos são, hoje, destaque nas classes que correm. A expectativa é de que, com o nível técnico apresentado por estes atletas nos últimos anos, a Seleção Canarinho, como é carinhosamente apelidada, coloque o país entre os melhores do mundo. "A experiência mesclada com o momento que eles estão vivendo no esporte formam uma grande promessa para o Brasil", fala Wesley Magalhães, diretor de modalidade CBM.  [foto2]Até o momento foram 18 participações do país na competição, entre os anos de 1997 a 2019, com um hiato entre os anos de 2002 e 2016. Em 2018 Enzo Lopes, Gustavo Pessoa e Fábio Santos levaram o Brasil para a final da edição realizada nos Estados Unidos, o que não acontecia desde 2010. Os dois primeiros possuem uma participação cada, contra quatro de Fábio. Hector também teve uma experiência, em 2013, na Alemanha. A melhor marca da Seleção é o 14º lugar, conquistado nos anos de 2008 e 2009. Os pilotos têm o prazo de até vinte dias para confirmar suas participações à entidade desportiva nacional. Caso haja recusa, outros atletas são convocados sucessivamente. 


Respiramos duas Rodas

• Copyright (c) 2021 • All rights reserved • Under your spell DP •